Home / Estratégia Digital /

10 Vídeos inspiradores para ver na Internet

10 Vídeos inspiradores para ver na Internet

 

Se está à procura de vídeos de gatinhos, situações caricatas ou da última tendência da Internet, este não é o post indicado para si. Não negamos que o YouTube pode ser uma excelente plataforma de descontração para passar umas boas horas a rir em frente ao ecrã.

Ainda assim, existem vídeos que merecem destaque quer pela força do conteúdo, quer pelas histórias que contam. Neste artigo encontrará 10 vídeos inspiradores que mudarão a forma como vê a realidade.

Com mais de 1 bilião de utilizadores, o YouTube é atualmente o maior arquivo de vídeo online. Ao todo, são cerca de 6 biliões de horas, sendo que a cada minuto que passa se regista o upload de mais de 100 horas. Reconhecido como uma excelente ferramenta para divulgação de projetos, o YouTube tem uma força inegável. Afinal, quem nunca o utilizou?

Tendo em consideração o potencial da plataforma enquanto veículo de ideias inspiradoras, capazes de mudar concepções e comportamentos, a revista TIME fez uma lista dos 10 vídeos inspiradores do YouTube que merecem ser vistos. Perca um pouco de tempo com cada um deles e abra os olhos para novas realidades que certamente não o deixarão indiferente.

Dan Gilbert: Porque é que somos felizes?

Porque é que somos felizes? E qual a receita para a felicidade? Nesta conferência da TED Talk, o cientista e autor do livro “Stumbling on Happiness“, desafia a ideia de que somos miseravelmente infelizes se não formos capazes de conseguir aquilo que queremos.

O conferencista fala da existência de uma espécie de imunidade psicológica que nos impede de sermos totalmente felizes, mas que também nos impede de sermos totalmente infelizes.

Print

A teoria apresentada baseia-se na comparação dos níveis de felicidade de um vencedor da lotaria com os de um paraplégico. Um ano após os acontecimentos que marcaram de forma muito diferente  a vida de cada um deles, o cientista verificou que, ao contrário do que seria expectável, os níveis de felicidade dos dois eram semelhantes.

Contrariando o senso comum, Gilbert afirma que a felicidade a longo termo não é baseada naquilo que conseguimos, mas sim na forma como o nosso cérebro reage se não conseguirmos concretizar os nossos objetivos. Veja video e saiba tudo.

Stephen Hawking: As questões sobre o Universo

Há muito que o universo levanta a curiosidade dos seres humanos. E, se por um lado, já há resposta para algumas perguntas, por outro ainda há muito por conhecer. Nesta conferência, o famoso físico e cosmólogo britânico Stephen Hawking explora várias possibilidades e procura chegar mais perto da resposta para questões como: como surgiu o universo? Ou, será que há vida noutros planetas?

O especialista fala ainda de uma exploração espacial agressiva e lança a discussão sobre como deve ser o futuro desta área. Assista ao vídeo e diga-nos se concorda com a perspectiva de Stephen Hawking, segundo o qual devemos procurar novos mundos habitáveis.

Elizabeth Gilbert defende que todos somos geniais

Seguramente que já ouviu falar do livro “Comer, Orar, Amar“, da autora Elizabeth Gilbert. Nesta conferência, a norte-americana desafia o elitismo associado ao conceito de criatividade, defendendo que ser criativo não é só para alguns. A autora acredita que todos podemos deixar um contributo positivo e utilizar os nossos interesses pessoais para criar ideias inovadoras.

Nesta conferência TED Talk de registo informal, Elizabeth Gilbert puxa pelo “génio interior” de cada um com uma linguagem emotiva e motivadora. Se está prestes a lançar um negócio e precisa da força necessária para o fazer, veja este vídeo.

Colin Stokes: O significado por detrás dos filmes de animação

Colin Stokes é pai de duas crianças e dedica o seu trabalho ao estudo do significado por detrás dos filmes de animação. Nesta TED Talk, o especialista fala de duas grandes diferenças entre filmes de animação virados para meninos e para meninas. Afinal, porque é que existem tantas cenas de luta e menos histórias sobre amizade?

De acordo com Colin Stokes, filmes direcionados para rapazes tendem a incitar à violência e a mostrar a mulher como um prémio que só pode ser obtido depois de derrotar o vilão ou de alcançar um qualquer outro objetivo. Por outro lado, filmes que têm como público-alvo meninas tendem a valorizar o trabalho em equipa como forma de superar problemas. Mas porque é que isto acontece? A resposta no próximo vídeo.

Amy Webb descodificou o algoritmo do amor

Especializada em estatística, Amy Webb descodificou o algoritmo dos sites de encontros online. Para quem não sabe, estes sites normalmente medem a compatibilidade entre perfis e dizem qual a pessoa mais indicada para para si, ou seja, a sua alma gémea.

Conhecendo este algoritmo, Amy Webb foi capaz de adaptar o seu perfil não só para escolher aquele que poderia ser o seu potencial marido, mas também para captar a atenção dos homens com um perfis que lhe agradavam. O sucesso foi tal que até foi assim que encontrou o seu próprio marido. Ora, veja o vídeo e conheça toda a história.

 

Randy Pausch: Realize os seus sonhos de infância

Esta foi literalmente a última conferência do autor de “Last Lecture” (em português, “A Última Aula“). Randy Pausch faleceu em 2008 e distinguiu-se como professor de ciências da computação, mais concretamente no que diz respeito à área da interação entre homem e máquina.

Mas, se acha que esta é uma conferência triste, desengane-se. Bem humorado, Randy Pausch enfrente a audiência com um sorriso rasgado, dando uma palestra emotiva e inspirador sobre como viver a vida ao máximo. O vídeo foca-se na vontade de atingir os sonhos da infância e da importância de ajudar os outros a também concretizarem os seus.

Steve Jobs incentiva empreendedores

O video foi gravado em 2005 e tem como protagonista o fundador e antigo CEO da Apple, Steve Jobs. Dirigindo-se aos estudantes da Universidade de Stanford, Steve – que nunca se graduou – decidiu contar três histórias da sua vida. Quando abandonou a faculdade, 6 meses depois de lá entrar, achava que tudo aquilo estava a ser um despercício das poupanças dos pais. Embora soubesse que a atitude pudesse ser um erro, o na altura o jovem Steve Jobs achou que tudo iria dar certo.

Num discurso bem humorado, repleto de episódios da sua vida pessoal,  Jobs deixa uma mensagem de que devemos acreditar no nosso valor e criar o nosso próprio caso de sucesso. Assita!

Susan Cain: O Poder dos Introvertidos

Considera-se introvertido? Se a resposta é positiva, pois saiba que não está sozinho: cerca de um terço a metade das pessoas têm uma personalidade mais calma e preferem o isolamento a cenários onde são forçados a socializar. Nesta TED Conference, Susan Cain, autora do livro “Silêncio: O poder dos introvertidos num mundo que não se cala“, fala das suas experiências pessoais como ponto de partida para explorar o mundo dos introvertidos.

A conferencista combate a ideia socialmente instituída de que ser introvertido é negativo, defendendo que as pessoas com este tipo de personalidade têm muito para dar.  O vídeo tem apenas 20 minutos e apresenta toda uma nova concepção que pode influenciar a forma como os outros o vêem e como se vê a si mesmo.

Eli Pariser chama a atenção para as “bolhas da Internet”

A quantidade de informação disponível na Internet fez com que a maior parte dos serviços que utilizado optasse por criar critérios de relevância. Talvez não saiba, mas sempre que pesquisa no Google, os resultados que surgem são orientados não apenas pelo PageRank individual de cada website, mas também pelo seu histórico de navegação. Também no Facebook, por exemplo, tudo aquilo que aparece no seu feed pode ser organizado por ordem de relevância.

A questão de Eli Pariser é: quem define essa relevância? E quais os critérios? A verdade é que este tipo de filtros podem mostrar-lhe a foto com o almoço do seu vizinho, dando-lhe mais prioridade do que a uma notícia realmente importante.

Outra perspectiva é: se por um lado, estes filtros permitem encontrar aquilo de que necessita mais rapidamente; por outro, cria-se uma “bolha na Internet” que o impede de ter uma imagem alargada e, por vezes, de conseguir ter acesso a opiniões contrárias.

Sheryl Sandberg: A liderança no feminino

A questão é antiga: porque é que existem tão poucas mulheres na liderança de empresas? Nesta TED Conference, Sheryl Sandberg, uma conhecida empreendedora norte-americana que é atualmente a  Chief Operating Officer do Facebook, explora o tema, falando da sua experiência pessoal.

Com um discurso motivador, voltado para os públicos masculino e feminino, a executiva deixa uma mensagem de coragem, repleta de argumentos que que explicam porque é que são necessárias mais mulheres líderes no mundo. Veja o vídeo.

Está interessado em ler mais conteúdos exclusivos sobre filmes, televisão e entretenimento audiovisual? Convidamo-lo então a visitar o blog Mundo de Cinema.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]