Home / Marketing digital /

12 questões que os profissionais de Marketing Digital devem responder

profissionais de marketing digital

12 questões que os profissionais de Marketing Digital devem responder

AdobeStock

O mercado do Marketing Digital está em crescimento e não mostra sinais de parar. O poder dos meios digitais, entre os quais se destacam as redes sociais e os motores de busca, é cada vez mais procurado por empresários em todo o mundo.

O facto de que podem alargar os seus negócios a uma comunidade global é argumento suficiente para convencer grande parte das empresas a aumentar o orçamento reservado ao digital.

Mas estudos indicam que as empresas querem os melhores dos melhores a cargo da comunicação digital das suas empresas. A gestão de redes sociais, a aplicação das últimas tendências do mercado e a utilização de técnicas SEO são qualificações procuradas mas que nem sempre estão nas mãos de um profissional de Marketing Digital.

Neste post, temos 12 questões para si, que trabalha no mercado do Marketing Digital. Propomos um exercício de retrospetiva, para que olhe para si mesmo e encontre as falhas que podem determinar o seu fracasso. De seguida, queremos que aperfeiçoe aquilo em que pode ser melhor. Aceita o desafio?

12 questões que os profissionais de Marketing Digital devem responder

1 – Qual é o seu objetivo?

Não se deixe levar pela rotina do dia-a-dia. É muito importante que você, como profissional de Marketing Digital, saiba qual o seu objetivo. É esse objetivo final que vai determinar todo o seu percurso de trabalho: a estratégia, os desafios que precisa de vencer para conquistar o sucesso e as metas que pode marcar para determinar diferentes fases. Mas mais do que tudo o resto, é graças ao seu objetivo que você será capaz de tomar decisões na hora certa.

2- Quanto é que investe em você?

Sim, leu bem a pergunta. Tem investido em você? Para ser o melhor entre os melhores e conseguir estar a par das tendências, precisa de estudar e de estudar muito. O mercado digital, como bem sabe, sofre transformações diariamente. O que resulta hoje pode não resultar amanhã.

Aprenda a dominar tudo aquilo que é novo e aquelas ferramentas que o mercado ainda não usa. Ao fazer este investimento em si, está a dar algo ao seu público que a concorrência pode ainda não estar a oferecer.

3 – Tem iniciativa própria?

Se não tem, sugerimos que passe a ter porque só vai sair a ganhar. Seja em que situação profissional for, é sempre importante que tenha iniciativa própria. Se a tarefa que lhe foi delegada terminou e o seu superior não se encontra no escritório para dar novas indicações, não fique parado ou a navegar pelo Facebook. Procure sempre algo para fazer. Assim, vai adiantar trabalho e provar o seu valor na empresa.

4 – Como está a sua agenda de contactos?

Não tem uma agenda de contactos, é? Bem, então comece a formar uma. Uma rede de contactos pode ajudá-lo a chegar muito longe: quer para encontrar novas oportunidades de trabalho ou para solicitar ajuda a especialistas. Para alcançar esta tarefa, sugerimos que crie um perfil no LinkedIn e que comece a construir uma rede de amigos/colegas de trabalho. Esta é uma excelente rede social para divulgar aquilo que fazemos e conhecermos o trabalho de outros.

5 – Qual é o seu plano?

Esta é uma pergunta que está diretamente relacionada com a primeira. Se sabe para onde quer ir, perguntamos-lhe agora que caminho vai tomar para lá chegar. Estruture bem o seu plano, quer seja a curto ou longo prazo. Se não tem um plano, está na hora de fazer passar do papel aquela ideia vaga que tem na cabeça. A sério: ao dar forma à estratégia, vai perceber onde estão as lacunas e como as pode reprimir.

6 – O que se está a passar no mercado?

Muitas oportunidades, muitas novidades e também algumas ameaças por parte da concorrência. Ainda assim, sabe o que se passa no mercado? Esteja dentro de tudo para saber sempre os passos certos a dar. Acompanhe blogs de profissionais de Marketing Digital, visite websites de notícias sobre comunicação e tecnologia e esteja também atento às jogadas feitas pelas marcas da concorrência. Vigilância máxima é sempre necessária.

7 – Quem é que consegue ajudar?

Desde que Chris Anderson apresentou a sua teoria da Cauda Longa, que temos dado maior atenção aos nichos de mercado. Não sobrevalorize este conceito: a verdade é que resulta. Se encontrar um bom nicho de mercado, um grupo de pessoas que você pode realmente ajudar e à qual a sua concorrência não tem alcance, faça o investimento após avaliar bem que tipo de ações vai implementar.

Templates

8 – Como estão as suas páginas nas redes sociais?

Facebook, Twitter, LinkedIn, Google+ e até mesmo o Pinterest: não servem de nada se não fizer uma gestão diária. Não precisamos de relembrar o poder das redes sociais porque você sabe bem qual é. Mas se acha que não estão a surtir efeito, olhe bem para todas as tarefas que está a fazer e pondere no que está mal.

Uma vez mais, invista em si e procure quem o pode ajudar a rentabilizar os resultados das redes sociais. Não tenha vergonha de consultar especialistas sobre redes sociais específicas.

9 – O conteúdo do seu website é original?

O poder do Marketing de Conteúdo é muito maior do que aquele que lhe é atribuído normalmente. Em vez de apostar em conteúdo de propaganda, invista sobretudo em conteúdo alusivo à marca mas que seja realmente interessante para o internauta. E, como é óbvio, seja sempre original. O Google deteta conteúdo copiado de terceiros e avalia-o negativamente caso detete tal prática.

10 – Acompanha o crescimento do seu website?

Esta é uma pergunta extremamente importante no mundo do Marketing Digital. Se há algo que define este mercado é a possibilidade de medir resultados. Todas as estratégias que aplica podem ser mensuradas através de ferramentas como o Google Analytics, por exemplo. Assim, percebe o comportamento do seu público e pode adaptar o seu registo e posts àquilo que mais procuram.

11- Quer ter liberdade financeira?

Aposto que ao ler esta pergunta pensou: Quem não quer ter liberdade financeira? Mas a verdade é que este é um objetivo difícil que exige muito trabalho. Se quer realmente libertar-se das amarras impostas por um trabalho rotineiro de escritório, pense bem na estratégia que pode aplicar.

12- Quantos erros cometeu?

Não, não o estamos a julgar. Cometer erros é a coisa mais banal de um profissional de Marketing Digital e talvez o melhor exercício para aprender. O importante é que perceba a dimensão do seu erro, aquilo que o desencadeou e como evitá-lo no futuro. Não se deixe abater quando algo corre mal ou não cumpriu o prazo para uma determinada meta. Além de acreditar que da próxima vez tudo correrá melhor, garanta que isso não são apenas palavras e que vai, de facto, ser bem-sucedido.

LEIA AGORA MAIS ARTIGOS INTERESSANTES RELACIONADOS COM ESTE POST:

Descubra os livros mais lidos de Marketing Digital

Ainda não tens o Livro 8Ps do Marketing Digital?

25 Cursos de Marketing Digital

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]