Home / Estratégia Digital /

A criança que combate a fome infantil com o seu blog

A criança que combate a fome infantil com o seu blog

 

Apesar de ter apenas 12 anos, Martha Payne alcançou algo que muitos adultos sonharam e falharam em conseguir: angariar fundos para a construção de uma cozinha escolar em Malawi, com capacidade para alimentar dez mil crianças. Em apenas seis meses, angariou 154 mil euros e tudo o que precisou foi de boa vontade e de um blogue. Um verdadeiro conto de fadas dos tempos modernos.

A história de Martha começa na Escócia, em 2012, na pequena vila de Lochgilphead. Tinha apenas 10 anos, cabelos loiros tipicamente escoceses e a certeza do que queria ser quando fosse grande: jornalista. Na verdade, o gosto pela escrita era tal que o pai sugeriu-lhe que criasse um blogue e se habituasse a fazer publicações diárias, estimulando assim a sua relação com a escrita e abrindo um caminho para o jornalismo.

E Martha assim fez e da pequena vila de Lochilphead deu os primeiros passos na web e chegou ao mundo. Ao arregaçar mangas e abrir o computador, pensou primeiro no que poderia escrever. Queria escrever algo sobre a realidade que a rodeava. A ideia acabou por escolher parece um pouco peculiar para uma criança de dez anos mas, pouco a pouco, ganhou forma: fotografar e escrever sobre as refeições da escola. Nasceu então o Never Seconds – equivalente a “Nunca Segunda Vez” – um trocadilho que brincava com a regra da cantina que estipulava que não podiam repetir nenhuma refeição.

A partir de Maio de 2012 começou a publicar diariamente uma fotografia das suas refeições, normalmente muito pouco apelativas, seguida da sua própria avaliação ao prato: avaliava a quantidade da porção servida, se era ou não saudável, o preço e até o número de cabelos encontrados.

MarketSamuraiBanner2

A primeira foto chegou à blogosfera a 8 de maio de 2012 e mostrava um tabuleiro com um pedaço de pizza, um croquete, um queque e meia dúzia de grãos de milho. A acompanhar a fotografia uma frase simples e efetiva: “Sou uma criança em fase de crescimento e preciso de me concentrar a tarde inteira. Não consigo fazê-lo apenas com um croquete”, criticava, ironicamente.

Para surpresa da família Payne, o blog não atingiu apenas os amigos e familiares de Martha. Em dois dias, Martha voltava a publicar no “Never Seconds”, desta vez muito contente: “Grandes notícias, tornei-me viral! 105 mil pessoas já visitaram o meu blogue. Obrigado a todos. Mas há uma notícia melhor ainda. O meu pai recebeu um tweet do Jamie Olivier!” A seguir ao famoso cozinheiro britânico seguiram-se uma série de personalidades conhecidas a felicitar a ideia brilhante da pequena rapariga de dez anos. Em menos de nada, crianças de todo o mundo contactavam Martha e faziam chegar as fotos dos seus pratos da cantina.

Mas como o mediatismo nunca traz apenas elogios, chegaram também as críticas. Um leitor do blogue enviou um e-mail a dizer que Martha tinha sorte em ter comida e que não se devia queixar do que tem. Em resposta, Martha disse que concordava e publicou a mensagem no seu blog. A partir daí, começou a organizar uma angariação de fundos para a Mary’s Meals, uma organização escocesa que combate a fome infantil em todo o mundo.

Ao pedir donativos no seu blogue conseguiu juntar facilmente 154 milhões de euros, quando o seu objetivo era atingir apenas os 8700 euros para construir uma simples cozinha na escola primária de Lirangwe. Tratava-se da maior angariação de fundos conseguida pela organização e tudo graças a uma criança de 10 anos!

Entretanto, Martha contou sempre com o apoio da escola. A qualidade e quantidade servida durante as refeições chegou inclusive a melhorar, como é possível perceber através da evolução nas fotografias de Martha. No entanto, quando as críticas chegaram aos jornais com o título “Hora de despedir as senhoras do refeitório”, a rapariga foi alvo de censura e chamada ao gabinete da Professora que lhe disse expressamente que não podia publicar mais fotografias da cantina. O poder local refutou as críticas feitas pela imprensa e a pediu à escola para pôr um fim ao blog.

 

“Eu só escrevo para o meu blog, não escrevo para jornais.” Justificou-se então Martha, na publicação em que se despedia, a 14 de junho de 2012. “Estou muito triste por não poder publicar fotografias.” A indignação que se gerou no mundo web a partir da publicação foi suficiente para que o blog reabrisse dias depois e regressasse tudo à normalidade.

Por fim, em Outubro, Martha, os pais e os dois irmãos foram inaugurar a tão ansiada cozinha em Malawi. No Malawi, a alimentação de uma criança custa, em média, 15,77 euros por ano. Graças à intervenção de Martha, a cozinha que conseguiu construir alimenta hoje cerca de 10 mil crianças e não apenas as duas mil previstas inicialmente. Uma vitória estrondosa… mas o papel de Martha ainda não terminou.

Os pais de Martha, que assina no blogue como VEG, garantem que a filha não é sujeita a qualquer tipo de pressão para angariar mais dinheiro ou para o ceder a organizações de combate à fome infantil. Muito pelo contrário. Tudo é decidido conforme os desejos de Martha. É por isso mesmo que, antes de ser tomada qualquer decisão, o casal Payne pergunta à filha: “O que queres fazer com os fundos?” e a resposta é sempre a mesma “Quero chegar a mais meninos com fome”.

Uma vez que Martha é ainda uma criança, atualmente com 12 anos, todo o processo tem sido acompanhado pelos pais. A ligação com o mundo dos blogues não deve ser excessiva, mesmo que se trate de uma ação ativista e solidária. É por isso mesmo que Dave Payne acompanha todos os textos da filha e faz questão de lhe limitar as entrevistas. Afinal de contas, Martha tem apenas doze anos e é essencial que as pessoas a vejam como a criança que é, muito mais do que a ativista em que se tornou.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS INTERESSANTES SOBRE O PAPEL ATIVISTA DA INTERNET:

Chris Hughes, o miúdo prodígio que ajudou Obama a vencer

Yoani Sánchez, a blogger que desafiou o regime cubano

Malala, a rapariga que ergueu a voz contra o regime talibã

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
OCTOSUITE

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]