Home / Jornalismo Digital /

Alexei Navalny, o blogger que lidera a oposição a Putin

alexei navalny

Alexei Navalny, o blogger que lidera a oposição a Putin

 

Não é todos os dias que alguém expressa o seu desagrado contra a presidência de Vladimir Putin, o dirigente político da Rússia. Na verdade, sondagens recentes indicam que a maioria da população russa se encontra satisfeita com a performance do Governo russo. No entanto, continua a persistir uma pequena minoria que acusa o Presidente Putin de assumir uma posição antidemocrática ao lidar com certos assuntos.

Mesmo governando com uma mão de ferro sobre uma nação tão vasta, Vladimir Putin tem sido alvo de críticas externas e internas. Descrito por vezes como ditador e autoritário, é frequente vermos notícias sobre escândalos de corrupção dentro do seu governo e violação de direitos humanos. Mais alarmante do que tudo isto talvez seja mesmo a classificação apontada pelo Índice da Democracia  da revista The Economist que, em 2011, considerou que a Rússia está “num processo de regressão graças às mudanças de um governo híbrido para um regime autoritário”.

Mas esta é apenas uma visão externa. Alexei Navalny, de 38 anos, é russo e é a partir de Moscovo, o próprio coração da Rússia, que expressa a sua posição anti-Putin. Visto hoje como o rosto da oposição à Presidência, Alexei Navalny usa o blog como arma e acredita que a Internet o pode ajudar a espalhar o que se passa na Rússia. Neste post, traçamos o seu perfil e conhecemos a sua história.

Alexei Navalny: a expor os “vigaristas e ladrões” da Rússia

Nascido a 4 de junho de 1976, na região de Moscovo, Alexei Navalny nunca pensou vir a ser um espinho para o presidente de uma democracia na Rússia. Formado em Direito, vive atualmente com a sua esposa e dois filhos na capital russa. Assistiu ao declínio da União Soviética, à sua queda e à chegada da democracia num estado que foi comunista durante mais de meio século.

Talvez tenha sido por isso mesmo que, em 2008, decidiu que estava na hora de começar a fazer algo em nome da Rússia. Convicto da existência de corrupção entre os lugares administrativos de topo, Alexei Navalny criou um blog e começou a escrever sobre más práticas políticas e jogos de favores entre as grandes empresas controladas pelo estado. Ao tornar-se acionista minoritário em companhias petrolíferas, começou a fazer perguntas incómodas e a chamar atenção.

navalny-barsGradualmente, a sua atenção virou-se para o partido no poder liderado por Vladimir Putin. Ainda antes das eleições legislativas de 2011 na Rússia, começou por apelar a todos os leitores do seu blog para votarem em qualquer partido que não fosse a United Russia. “Partido de vigaristas e ladrões”, escreveu Alexei no seu blog.

Porém, a força das suas palavras não foi suficiente e a United Russia ganhou as eleições. Ainda assim, como que a confirmar as alegações de Alexei Navalny, os resultados das eleições foram acompanhados por rumores e protestos de fraude eleitoral em algumas mesas de voto nas principais cidades russas.

Encabeceando um dos protestos contra os resultados das eleições, Alexei Navalny foi então preso no dia 5 de dezembro em frente à Duma, ao lado de cerca de 25 outros manifestantes. Manteve-se detido durante 15 dias e acabou por sair em liberdade no dia 20 de dezembro, a tempo de discursar num comício pós-eleitoral em Moscovo. Em tal ocasião, perante 120 mil russos, apelou à nação para não votar em Putin nas Presidenciais de 2012, certo de que Vladimir Putin tentaria agarrar a vitória para si mesmo.

A previsão concretizou-se e a 4 de março de 2012 Vladimir Putin foi reeleito Presidente da Rússia. Por essa altura, o passado de Alexei Navalny começou então a ser investigado por um comité. O resultado foi a detenção do blogger, acusado de desfalque por ter conspirado para roubar uma empresa pública de madeira em 2009, altura em que trabalhava como conselheiro jurídico para o governador da região de Kirov, onde se situava a fábrica em questão.

 

Alexei Navalny considerou que as acusações eram suspeitas, infundadas e uma tentativa do governo para o calar. A sentença de 5 anos que recebeu em 2013 – que acabou por ser suspensa em regime probatório – foi vista internacionalmente como uma jogada amplamente política.

Entretanto, Alexei Navalny já demonstrou a sua intenção de se candidatar a Presidente da Rússia nas eleições de 2018. Anteriormente, nas eleições autárquicas para Moscovo em 2014, Alexei Navalny provou que a sua força ao conseguir 27% dos votos.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS NO NOSSO BLOG:

– Yoani Sánchez: a blogger que desafiou o regime cubano

– The Interview: o filme que os hackers tiraram do cinema

– Quais são os países inimigos da Internet?

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]