Home / Tecnologia /

Computador AlphaGo vence jogo secular contra Mestre chinês 2 vezes!

AlphaGo

Computador AlphaGo vence jogo secular contra Mestre chinês 2 vezes!

 

Os nossos leitores que têm um interesse pelos jogos de tabuleiro provavelmente dispensarão a explicação pelo qual começo este artigo: o jogo Go. Conhecido no Japão como Igo e como WeiQi na China, trata-se de um jogo de tabuleiro de origem chinesa e com mais de 4000 anos de história.

A sua origem permanece incerta e é rodeada por vários mitos. Das quatro grandes artes da China AntigaGo, Poesia, Guquin (um instrumento de corda) e a caligrafia – o Go, apesar da sua aparente simplicidade, foi considerada a mais difícil de aprender, compreender e dominar. Introduzido há cerca de 1300 anos no Japão através de mestres budistas que visitaram a China, o Go ganhou popularidade junto da corte imperial, foi institucionalizado em quatro escolas e tornou-se num modo de vida para alguns sábios.

Tudo isto serviu apenas para lhe falar de uma evolução natural deste jogo: o AlphaGo. Adaptando o jogo milenar para o meio digital, o Alpha Go é um programa de computador de inteligência artificial que permite a qualquer pessoa jogar o Go sem ter, necessariamente, um adversário em carne e osso à sua frente. Desenvolvido pelo Google DeepMind da Alphabet Inc., em Londres, em outubro de 2015, este software tem dado que falar.

Porquê? Bem, porque o AlphaGo foi capaz de derrotar por duas vezes um dos maiores mestres deste jogo.

AlphaGo: como um software derrotou o cérebro humano

O programa de inteligência artificial do Google venceu o mestre chinês Ke Key pela segunda vez no final de maio, nas melhores três partidas que procuraram testar os limites dos computadores no confronto com seres humanos em tarefas complexas.

 

Ke, considerado o melhor jogador de Go do mundo, estava visivelmente frustrado durante a partida, puxando o cabelo e colocando a cabeça na mesa durante os últimos momentos da segunda ronda.

“No ano passado, a forma como o AlphaGo jogou assemelhou-se muito ao dos seres humanos, mas hoje acho que joga como o Deus do Go”, disse Ke à imprensa após a partida ter sido dada por terminada. Após a sua derrota na primeira partida, Ke deixou ainda claro que não vai competir de novo com Inteligência Artificial.

A vitória sobre o melhor jogador do mundo – o que muitos pensaram que levaria décadas a alcançar – surge após o programa da unidade DeepMind da Google superar um profissional sul-coreano em uma partida de exibição semelhante no ano passado.

Para o Google, o triunfo da AlphaGo na China oferece um impulso de marketing num país onde seus principais serviços foram bloqueados há muito tempo, e os rivais locais de seus sites de busca, e-mail e vídeos prosperaram, já que em grande parte abandonou a China em 2010.

 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]