Home / Aplicativos /

4 Dicas para manter aplicativos atualizados

4 Dicas para manter aplicativos atualizados

Templates

Com o crescimento do mercado dos tablets e smartphones, temo-nos vindo a aperceber de um verdadeiro boom no universo dos aplicativos móveis. Basta, por exemplo, aceder à App Store, da Apple, para vermos a quantidade de gadgets que prometem e que realmente facilitam o dia-a-dia.

Consultar e-mails, ler jornais online ou ver o estado do tempo através destes dispositivos são hábitos que acabamos por desenvolver. Nesta sequência, é mesmo caso para dizer que os aplicativos tomaram o quotidiano de assalto, desde que acorda – com o despertador do telemóvel – até à hora de deitar – e de fazer uma consulta rápida ao e-mail e às redes sociais.

Apesar do sucesso, nem todos os aplicativos são considerados por nós como indispensáveis. Quantas vezes não instalamos uma app e, depois de a usar uma única vez, acabamos por a esquecer por completo? Porque é que isso acontece? Porque as empresas não têm os seus aplicativos atualizados.

Neste post lançamos-lhe o desafio de pegar no telemóvel, olhar para os aplicativos instalados e selecionar aqueles que realmente utiliza regularmente. Não são assim tantos, pois não? Pois, este é um dos principais problemas levantados por startups e empresas de desenvolvimento de aplicações.

Afinal, o que é que faz com que uma aplicação se torne indispensável? E quais os ingredientes para que se crie habituação por parte dos utilizadores? Existem 4 fatores que fazem com que os aplicativos não só se tornem um sucesso, como se mantenham no topo durante vários anos. Aplicativos atualizados e sempre em cima do acontecimento são a chave para.Vejamos agora alguns conselhos práticos.

O que fazer para manter aplicativos atualizados?

Interação e interatividade

Num mundo que está cada vez mais ligado, é importante que os aplicativos sejam capazes de permitir o contacto entre os utilizadores. As redes sociais são cada vez mais preponderantes no nosso dia-a-dia, sendo por isso necessário que todas as apps estejam integradas neste novo universo. A interatividade com o dispositivo e o design apelativo das funcionalidades são também fundamentais.

Desenvolvimento contínuo

Um dos erros mais comuns das aplicações é que, a partir do momento em que são finalizadas e postas no mercado, não são feitas mais atualizações. Ouvir o feedback dos usuários, aceitar críticas e reconstruir permite-nos manter-nos atualizados face aos concorrentes. A par disto, é necessário inovador: além de melhorar o que já foi feito, é preciso criar novas funcionalidades. Desta forma, garantimos o interesse de quem utiliza a nossa app.

Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Timing certo

O tópico aplica-se não só às aplicações como a todo o universo empresarial: é preciso investir na altura certa. Existem necessidades passageiras e momentos indicados para fazer a aposta num determinado nicho. Considerar a concorrência é também um passo importante. Acima de tudo, pense de que forma é que a sua app vai acrescentar algo ao que já existe no mercado. A diferença pode estar na usabilidade, no design ou até mesmo na linguagem usada.

Clareza na utilização

Um dos erros mais comuns está em não deixar claro o que é que o aplicativo realmente faz e não misturar demasiadas funcionalidades numa só app. É importante que a utilização seja simples e que incentive a pessoa a querer utilizar novamente. Como? Criando, por exemplo, recompensas ou estabelecendo competições. No caso dos aplicativos de jogos, é frequente criar prémios especiais, por exemplo.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS:

– Apple iPhone: Os 64 melhores aplicativos de 2014

– Os melhores aplicativos de produtividade para iPhone

– Como o telemóvel está a mudar a forma como viajamos 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]