Home / Casos de sucesso de Estratégia Digital /

Elas transformaram os blogs de moda num caso de sucesso

Elas transformaram os blogs de moda num caso de sucesso

São na sua grande maioria do sexo feminino, gostam do mundo da moda e da cosmética e decidiram criar páginas onde deixam as suas críticas ou mostram o look do dia. Com o tempo, os blogs – que inicialmente não passavam de uma forma de entretenimento – transformaram-se num verdadeiro caso de sucesso. Hoje em dia são bloggers a tempo inteiro e assumem-se como empresárias delas próprias. Leia o artigo até ao fim e conheça 4 histórias de mulheres que se tornaram celebridades à custa do seus blogs de moda.

Além da escrita de posts para os respetivos blogs, estas blogueiras de moda são contratadas por várias marcas para estarem presentes em inaugurações. A juntar aos vários convites que recebem, chegam todos os dias às suas contas de e-mail vários pedidos de colaboração e ofertas de produtos que estas poderão utilizar nos seus reviews.

Os seus nomes próprios são uma referência no mercado e a sua opinião é respeitada como se a de um verdadeiro crítico se tratasse. E a verdade é que todos têm a ganhar: uma crítica positiva a um batom ou uma simples fotografia do look do dia com uma t-shirt específica podem fazer com que as vendas nas lojas disparem.

Este fenómeno de crescimento na blogosfera consolidou os blogs de moda como ferramentas de comunicação extremamente poderosas. Mesmo não fazendo parte dos meios de comunicação tradicionais – como revistas, jornais ou televisões -, estas plataformas não podem nem devem ser deixadas de parte pelos departamentos de marketing e comunicação digital das empresas.

Investir nos blogs é, aliás, uma excelente forma de promover um determinado produto ou serviço. Ao contrário dos media, estes canais de informação estão associados a uma forma de comunicação informal. Além disso, não é a marca que está a vender algo, mas sim alguém independente que está a dar a sua opinião e a aconselhar a utilização do que quer que seja.


Blogs de moda e a importância das redes sociais

Como todos sabemos, as redes sociais são uma parte fundamental de qualquer negócio. No caso dos blogs de moda, a criação de perfis associados aos blogs e ao nome individual da sua autora fizeram com que estas blogueiras ganhassem uma nova dimensão, alcançando estatutos equiparáveis a figuras públicas, estrelas de cinema ou modelos.

Atualmente, a maioria dá a cara por marcas ou assume o papel de embaixadora de projetos com os quais se identificam e que se estendem a outras áreas, como a solidariedade social. Saltando de festa em festa ou de evento em evento, são fotografadas pelos fotógrafos, dão autógrafos e participam em rubricas de canais de televisão.

Mas como será que tudo começou? Continue a ler este post e conheça 4 casos de sucesso no Brasil, país que serve de tubo de ensaio para a aplicação de qualquer estratégia digital. A grande quantidade de população traduz-se em números significativos que nos permitem perceber se o modelo que aplicamos funciona ou não. No que diz respeito aos blogs de moda não há dúvidas: eles chegaram para ficar e os resultados são altamente positivos.

Blog da Thássia

Thássia Naves estudou publicidade e foi encorajada por um professor a criar um blog pessoal. O projeto que procurava ser uma espécie de diário pessoal cresceu e transformou-se num caso de sucesso local e depois nacional. Atualmente o Blog da Thássia é visitado 6 milhões de vezes por mês e a autora possui uma enorme base de fãs nas redes sociais.

Segundo a própria, é importante que os textos sejam sempre escritos por ela porque com o tempo as pessoas criam empatia e conseguem perceber quando um texto não é da sua autoria. Desde a criação da página, o guarda-roupa de Thássia Naves triplicou e a blogger admite que a maioria das peças que tem foi oferecida pelas marcas.

Lala Rudge

3 milhões de visitas por mês e mais de 500 mil seguidores no Instagram. São estes os números que explicam o sucesso do Lala Rudge. À semelhança da maioria destes tipos de blogs de moda, a página surgiu com uma brincadeira. Lala era estudante de direito quando começou a postar algumas dicas de beleza e a falar de viagens. Em 3 meses o blog cresceu de forma espantosa e Lala Rudge decidiu convidar a publicitária e irmã, Maria Rudge, para fazer parte do projeto.

E-Book para Bloggers

A blogger não nega que o negócio é lucrativo, mas aponta a grande quantidade de comentários negativos como uma das desvantagens de trabalhar neste setor. Lala aconselha a todos aqueles que estão a começar e são abordados por grandes marcas a não aceitarem todas as propostas. É importante saber filtrar e manter um estilo próprio com o qual a blogger se identifique.

Garotas Estúpidas

Garotas Estúpidas já tem 8 anos e é um projeto de Camila Coutinho. A inspiração para o título do blog foi uma conhecida música da cantora norte americana Pink: “Stupid Girls“. O projeto era inicialmente partilhado e, a par de comentários sobre moda, acompanhava o mundo das celebridades. Com o tempo, as amigas de Camila Coutinho abandonaram o Garotas Estúpidas, mas ela decidiu continuar.

Ao fim de 2 anos, o blog conseguiu reunir cerca de 2 mil visitas diárias. Hoje, são mais de 6 milhões por mês. A blogueira afirma que é todos os dias procurada por grandes marcas e admite que um dos segredos está no uso de uma linguagem simples que faz com que as raparigas se identifiquem com ela. O maior reconhecimento chegou depois de Garotas Estúpidas ter sido considerado, pela Vogue, como um dos 45 blogs do mundo que todos os amantes de moda deveriam acompanhar.

Helena Bordon

Helena Bordon possui um blog em nome próprio e o mundo da moda não lhe é estranho. Durante dois anos viveu em Nova Iorque, onde estagiou na Valentino. Helena Bordon possui uma grande lista de contactos em a determinada alturam decidiu criar um blog onde partilha dicas de moda e viagens. Hoje o seu wesbsite é consultado 1,1 milhões de vezes por mês.

Helena Bordon foi criticada quando disse que não queria ser mais chamada de blogger. As afirmações surgiram porque a autora considera que são muitos os que não levam a profissão a sério e encaram a sua opinião como menos credível ou especializada.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS INTERESSANTES E CONSTRUA O SEU PRÓPRIO CASO DE SUCESSO:

Ainda não tens o Livro 8Ps do Marketing Digital?

Como trabalhar na Internet a custo zero

É possível ter emprego como blogger em Portugal?

 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]