Home / Marketing digital /

Como colocar o seu website na 1.ª Página de Resultados do Google

resultados do google

Como colocar o seu website na 1.ª Página de Resultados do Google

 

A realidade em que vivemos é muito diferente daquela que conhecíamos há 10 anos atrás.

A verdade é que agora temos de lidar diariamente com um mercado altamente competitivo e onde a informação se processa de forma incrivelmente rápida. Já que cada minuto conta neste mundo em constante mudança, é crucial garantir um lugar proeminente para o seu website na Internet. E não há melhor lugar do que a 1.ª Página de Resultados do Google.

Todos concordamos que se um website não aparecer na primeira página dos resultados do Google, se torna praticamente invisível. Esta invisibilidade vai traduzir-se numa grande perda para a sua empresa, uma vez que os concorrentes vão angariar todos os cibernautas que deveriam estar a chegar ao seu site.

Ao fazer uma pesquisa, o utilizador espera ser rápido e encontrar informação o mais rapidamente possível. Digitar um termo no Google, analisar a 1.ª página de resultados e abrir uma página: são estas as etapas do processo.

Se o internauta não encontrar aquilo que procura, é mais provável que pesquise por um novo termo do que prosseguir para a 2.ª página de resultados, mesmo que o seu website esteja lá com a solução que ele tanto procura.

Vejamos algumas estatísticas para entender melhor aquilo em que sustentamos as nossas afirmações.

chikita 1

Neste gráfico, verificamos o tráfego gerado pela posição de cada resultado no Google. Como seria de esperar, o 1.º resultado é o que regista um maior tráfego médio, no valor de aproximadamente 33%.

Mais abaixo, o 2.º resultado já se fica apenas pelos 17% de tráfego. Pressupondo que a 1.ª página de resultados só tem 10 resultados, o 10.º regista uma percentagem média de 3% e o 11.º, inserido já na 2.ª página de resultados, conta com um tráfego médio que ronda o 1%. Uma discrepância chocante ditada pelo Page Rank do Google.

1.ª Página de Resultados do Google é líder

Avaliando agora o tráfego por página e não por ordem do resultado, constatamos uma vez mais que a 1.ª página de resultados tem um alcance muito maior do que as outras, mais precisamente de 91,5%.

chikita 2

 

 

Os resultados da 2.ª págin geram 4,8% de tráfego, seguidas então pela página 3 (1.1%), página 4 (0,4%) e página 5 (0,2%). A média desce e mantém-se estável no 0,1% a partir da página 7.

Pronto, já percebeu que é importante chegar (e ficar!) na 1.ª Página de Resultados do Google. A questão agora é: como conseguimos tal façanha? Be m, tudo o que precisa é que o Google veja o seu website com bons olhos. Aliás, a beleza do processo é que funciona quase como uma profecia:

  • Quanto melhor for o conteúdo do site, mais alto será o ranking atribuído pelo Google;
  • Quanto mais alto for este ranking, melhor será a taxa de cliques orgânicos (CTR);
  • Quanto melhor for a CTR, melhor deverá ser o conteúdo;
  • Quanto mais relevante for o conteúdo, mais alto será o CTR;
  • Quanto melhor for o CTR, maiores serão os rankings atribuídos pelo Google.

Devemos, por isso, entender a Internet como um jogo de números: quanto mais conteúdo de qualidade tiver, maior número de visitantes vai atrair. Esses visitantes vão clicar, aumentando a taxa de cliques orgânicos, um parâmetro fundamental para o PageRank do Google, já que determina a relevância do conteúdo.

Retomamos outra vez ao conteúdo e à sua qualidade: a relevância atribuída ao website será determinada pela qualidade dos conteúdos da página (medido através de outros fatores como taxa de rejeição, tempo na página, o tempo médio de sessão, entre outros). Em conjunto com as técnicas e metodologias usadas através do algoritmo Panda, o Google toma nota de todas estas informações e recebe uma imagem muito precisa do conteúdo do site.

Portanto, do que está à espera? Comece agora a produzir conteúdos de qualidade para o seu website/blog e conquiste, em breve, uma posição na 1.ª página de resultados do Google.

LEIA AGORA MAIS ARTIGOS RELACIONADOS NO NOSSO BLOG:

O que os portugueses procuraram no Google em 2014?

Analise o campo de pesquisa orgânica do Google

5 Truques Google Analytics para poupar tempo na análise

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
OCTOSUITE

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]