Home / Marketing digital /

Os efeitos do smartphone para a sua saúde

efeitos do smartphone

Os efeitos do smartphone para a sua saúde

AdobeStock

Hoje, segundo a Global Web Index 2015, oito em cada 10 utilizadores da Internet têm um smartphone. Dá qualquer coisa como 1,91 mil milhões de aparelhos a apitar em todo o mundo.

De  acordo com o barómetro de Telecomunicações da Marktest, relativo ao primeiro semestre de 2015, cerca de 5 milhões de portugueses já utilizam um smartphone, em vez de vulgares telemóveis sem Internet ou ecrã tátil. A Bq, marca de smartphones, diz ainda que 36% das pessoas passam entre duas a três horas por dia agarrados a estes telefones inteligentes.

É demasiado. Análises mais detalhadas como a que foi publicada na revista Surgical Technology International, assinado por Kenneth Hansrtaj, cirurgião ortopedista em Nova Iorque, permitem-nos perceber os efeitos dos smartphones sobre a nossa saúde. “Cumulatuvamente representa entre 700 a 1400 horas por ano de excesso de stress sobre a coluna cervical. E no caso dos alunos de liceu o tempo de má postura pode ir até às 5 mil horas”, como se lê no artigo em questão.

Não pense que esta é uma ameaça para encarar de forma leviana. Muitos casos identificados por Kenneth Hansraj têm acabado no bloco operatório, para resolver problemas graves de disco e de coluna. “A perda da curvatura natural da coluna cervical aumenta o nível de pressão sobre ela, o que pode levar ao seu desgaste precoce e degeneração e, consequentemente, obrigar a cirurgias”.

Se acha que é exagero, atente nos números que vamos apresentar já de seguida. Numa posição dita normal, em que as orelhas estão alinhadas com os ombros e a cabeça erguida e direita, a força exercida sobre a coluna cervical pode variar entre os 4,5 kg e os 5,5 kg. Na chamada posição SMS, em que o pescoço pende para a frente e descreve um ângulo de 60 graus, a pressão sobre para os 27,4 kg.

Templates

Mais do que danos ortopédicos, vários médicos apontam ainda para a existência de problemas visuais. Um estudo do College of Optometry, nos Estados Unidos, garante que 90% dos utilizadores de tablets e smartphones vão, a médio prazo, sofrer de problemas como visão dupla, dores de cabeça e tensão ocular e afins.

Efeitos do smartphone: será que sofre de FOMO?

E, para completar o diagnóstico, falamos de uma síndrome psicológica que está cada vez mais enraizxada na nossa sociedade. Grande parte dos utilizadores de smartphone sofre de FOMOFear of Missing Out. Traduzido para português significa algo como “Medo de perder qualquer coisa” e define-se como “ansiedade de que um evento emocionante ou interessante esteja a decorrer noutro sítio, frequentemente despertada por posts vistos em redes sociais”.

De acordo com um estudo divulgado nos Estados Unidos, para os estudantes de liceu o medo de perder o vídeo viral de que se fala ou de não ler aquela mensagem na hora é tanto que estão no smartphone a toda a hora. As aplicações Snapchat, Instagram, Facebook, Youtube e Twitter estão entre as preferidas dos utilizadores.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]