Home / Aplicativos /

Hater: uma aplicação de namoro para encontrar ódios em comum

hater

Hater: uma aplicação de namoro para encontrar ódios em comum

AdobeStock

O inimigo do teu inimigo não precisa de ser apenas teu amigo – pode ser um amigo especial ou até mesmo o amor da tua vida. Pelo menos é isso que a app Hater espera conseguir, ajudando diferentes pessoas a encontrarem-se conforme os ódios que têm em comum.

Quem disse que o dating online só podia funcionar à base de sentimentos positivos? A Hater pensou exatamente no contrário e encontra na aversão mútua uma excelente forma de ligar pessoas e construir grandes relações. E não importa que tipo de coisas odeia: podem ser legumes, motas ou até mesmo personalidades públicas. Temos a certeza que a partir do momento em que fizer “match” com um contacto que odeia algo que você odeia terão muito para falar… e criticar!

“O que odiamos é uma parte importante de quem somos, mas muitas vezes é varrido sob o tapete da nossa personalidade pública”, disse Brendan Alper, CEO da Hater. “Queremos que as pessoas se expressem com mais honestidade. Além disso, é fácil iniciar uma conversa com alguém, se ambos odiarem, por exemplo, pickles. ”

À semelhança de outras plataformas de dating online, a app Hater utiliza a mesma função de “swipe” que conhecemos de outras ferramentas, nomeadamente o Tinder, o Bumble e o Hinge. No entanto, as regras mudam ligeiramente a partir daqui: agora você tem de deslizar o seu dedo para a direita quando surgir no ecrã algo de que odeia e deslizar o dedo para a esquerda quando surge algo que não odeia tanto. Só a partir daí é que o Hater começa a ligar pessoas com ódios em comum.

Templates

À medida que o número de utilizadores cresce, aumenta a lista de ódios apresentados no ecrã. Baseado nos desagrados mútuos dos utilizadores, a Hater cria uma lista com todas as sugestões de contacto com quem pode então iniciar uma “relação”.

“Namorar é suposto ser divertido”, disse Alper à imprensa. “E as apps de namoro perderam foco na diversão. É isso mesmo que a Hater quer trazer de volta.”

Ainda assim, há alguns limites para a diversão, sempre respeitando as dimensões éticas e cívicas que regulam a nossa sociedade. Mesmo que o Hater possa ser um ambiente mais livre para discussão de ódios em comum, não serve como desculpa para que as pessoas se comportem como idiotas ou atinjam a integridade física ou moral de outros utilizadores.

“A Hater não representa de forma alguma o discurso de ódio ou intolerância – particularmente a animosidade em relação às raças, religiões ou tipos de corpo”, observa o aplicativo nos seus termos de serviço. “A nossa equipa modera cuidadosamente os tópicos, e temos uma política rigorosa que prevê o bloqueio de qualquer pessoa que abuse das nossas diretrizes.”

DESCARREGUE GRATUITAMENTE A APP HATER EM:

iTUNES BRASIL

iTUNES PORTUGAL

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]