Home / Marketing digital /

O que nos dizem os resultados do Google Trends?

O que nos dizem os resultados do Google Trends?

Blog Mário Caetano

Qualquer um pode dizer que o Google Trends não faz uma previsão perfeita do futuro, mas quando se trata de fazer escolhas inteligentes de negócios é uma ferramenta de marketing digital que pode fornecer em apenas 20 minutos mais do que aquilo que conseguiríamos em anos de pesquisa. E tudo gratuitamente.

De forma sucinta, o Google Trends  é a ferramenta de palavras-chave do Google que nos mostra não o volume exato de pesquisas por cada keyword, mas sim qual o processo evolutivo da popularidade de um termo. Por outras palavras, permite-nos saber se as pessoas estão a pesquisar mais ou menos sobre um determinado assunto.

Mas como usar o Google Trends? E para quê utilizá-lo? Uma das razões pela qual usamos Trends é porque, antes de nos projetarmos na 1.ª Página de Resultados do Google, precisamos de saber que termos vale a pena trabalhar.

No fundo, é uma questão de gerir e direcionar os esforços. Por exemplo, na altura de lançar um projeto, o melhor é trabalharmos diretamente para alcançarmos um público vasto e só depois ir à procura das especificidades de cada nicho mercado.

Queremos com isto dizer, que o melhor é centramos as ações estratégicas em termos que estão a crescer do que em termos que, efetivamente têm uma procura, mas cuja importância na Internet é cada vez menor ou então ainda não possuem um volume de pesquisas assinalável.

Vejamos, agora, alguns fatores que devemos ter em consideração na altura de estudarmos as tendências do Google Trends.

Sazonalidade e oscilações

A verdade é que os hábitos de pesquisa mudam muito ao longo do tempo. A simples mudança de estação ou um acontecimento marcante podem ditar flutuações nas tendências verificadas.

Se fizermos uma pesquisa sobre assuntos como “praia” é natural que encontremos diferenças notórias e que os termos sejam mais procurados no Verão.

exemplo google trends 2

Por outro lado, um escândalo político pode fazer disparar o número de pesquisas por um determinado nome. Vejamos, por exemplo, o caso da prisão de José Sócrates.

exemplo google trends

Tendências negativas

Se já utilizou a ferramenta, provavelmente sabe que nem sempre são obtidos resultados. Porquê? Porque muitas vezes, o volume de pesquisa por uma determinada palavra-chave é tão baixo que nem chega a ser suficiente para que o Google considere que há uma tendência assinalável.

Templates

Como tal, embora a primeira impressão seja eliminar imediatamente todas as palavras-chave que possuem uma tendência decrescente, a verdade é que o facto de existirem dados sobre ela é por si só um fator positivo.

Assim sendo, se numa primeira fase devemos trabalhar termos em crescimento, numa segunda devemos centrar as atenções nos termos que, apesar de serem menos usados, ainda são tendência.

Localização geográfica

Mas não é só de palavras-chave alvo de que beneficiamos com o estudo da pesquisa e das tendências. Através do Google Trends conseguimos também perceber qual a região do país ou do mundo onde uma determinada palavra é mais pesquisada.

Vejamos o exemplo da imagem para o termo “praia”. De acordo com os dados, a região de Portugal onde a tendência é maior é nos Açores.

exemplo google trends 3

As noções obtidas permitem tomar riscos calculados e canalizar os esforços para a obtenção de resultados que corresponderão a maiores benefícios. Não queremos dar tiros no escuro, procuramos antes tomar ações concretas, apoiadas em dados sólidos. Utilize o Google Trends e encontre o caminho da sua estratégia digital.

LEIA AGORA MAIS ARTIGOS RELACIONADOS NO NOSSO BLOG:

O que os portugueses procuraram no Google em 2014?

Analise o campo de pesquisa orgânica do Google

5 Truques Google Analytics para poupar tempo na análise

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]