Home / Marketing digital /

10 segredos do Google para se tornar num mestre do Marketing

segredos do google

10 segredos do Google para se tornar num mestre do Marketing

 

Ao apresentarmo-nos como profissionais de Marketing Digital no mercado, temos de dominar uma série de ferramentas para provarmos aos nossos clientes ser capazes de resolver todos os problemas. E, como a experiência bem nos diz, grande parte da resolução de certos problemas está dependente da informação que conseguimos pesquisar no Google. Não estamos a falar apenas de Search Engine Optimization, mas também de outros segredos do Google que não conhece.

O Google tornou-se num verdadeiro poço de conhecimento nos últimos anos. O facto de que todos os dias há nova informação, partilhada não só por especialistas de todas as áreas mas também por cibernautas à procura de respostas para certas situações, torna-se essencial conseguir navegar perante um mar tão denso e chegar a bom porto.

Por isso mesmo, achamos que é seguro dizer que pesquisar no Google é uma das melhores ferramentas à disposição de um profissional de Marketing Digital. Todavia, dado que existem dezenas de operadores de pesquisa e ferramentas que pode usar para encontrar praticamente qualquer coisa, convém que lhes saiba realmente dar bom uso.

É nesse sentido que apresentamos o presente artigo, onde partilhamos consigo algumas das dicas que usamos diariamente para fazer as nossas pesquisas no Google e filtrar os resultados para conteúdos que realmente nos interessam. Este acaba por ser um artigo que se dirige não só a profissionais da área do Marketing, mas também a qualquer pessoa que procure refinar as suas pesquisas nos motores de pesquisa.

10 segredos do Google para se tornar num mestre do Marketing

1 – O poder do sinal menos

Uma das primeiras regras que deve saber é que no Google, quase como na Matemática, o sinal menos “-“ tem um grande peso. Se usar o sinal menos antes de qualquer palavra que digitar no motor de pesquisa, os resultados que lhe forem devolvidos excluirão qualquer página que use essa palavra especificamente.

Basicamente, o que o uso deste sinal faz é indicar ao Google que não quer receber nenhum resultado que mencione uma certa palavra. Isto pode ser extremamente útil para muitos cibernautas.

2 – A magia das aspas

Ainda na onda dos sinais, falemos das aspas. As aspas serão também as suas melhores amigas, especialmente se procura resultados muito concretos na sua pesquisa. Por norma, ao fazer uma pesquisa normal no Google, usa palavras para receber uma pesquisa ampla relacionada a tais termos.

Porém, para quem procura resultados que utilizem exatamente uma combinação de palavras, não há melhor solução do que recorrer às aspas. Se quer ter 100% de certezas de que apenas os resultados com uma frase específica serão devolvidos, não precisa de ter dores de cabeça desnecessárias: faça uso da magia das aspas.

3 – Procurar em qualquer domínio “site”

O que acontece quando queremos procurar resultados provenientes de um único site? Há muitas situações em que surge esta necessidade e é por isso importante que a consiga satisfazer. Como tal, recomendamos que use o operador “site”. Trata-se de uma dica muito simples de aplicar.

Basta colocar o nome de domínio imediatamente após os dois pontos e, depois, digitar um termo que gostaria de pesquisar entre os conteúdos que abastecem o site. Rapidamente o Google fará uma pesquisa ao domínio e irá devolver aquilo que procura. A fórmula certa é site:estrategiadigital.pt + TERMO.

4 – Utilizar o “intitle:”

Procura um artigo que conte no título com um certo conjunto de palavras? Anteriormente, explicamos já a magia das aspas, magia essa que volta a fazer parte desta dica. Mas se na segunda dica referirmos o uso deste recurso para encontrar um conjunto de palavras num conteúdo, desta vez estreitamos um pouco mais o foco da nossa pesquisa, restringindo-a ao título.

Para o fazer, precisa de usar no motor de pesquisa o termo “intitle:” Assim como o operador “site:”, este recurso irá pesquisar títulos com termos que surjam depois dos dois pontos. O Google só devolve resultados de páginas que têm o termo em questão no título.

5 – Utilize o inurl

Da mesma forma que faz uso do recurso intitle, pode usar o inurl para pesquisar páginas que contem no URL com um determinado termo de pesquisa.

Uma vez mais não há muito a saber para aplicar a “fórmula” ao motor de pesquisa: tudo o que tem de fazer és escrever inurl:”termo de pesquisa” para receber imediatamente uma série de resultados.

 

6 – A vantagem do OR

É muito aborrecido quando tem em mãos uma tarefa que o obriga a repetir termos diferentes, para a mesma investigação, e a analisar exaustivamente os resultados. Por isso mesmo, quando tem vários assuntos que podem não estar muito relacionados entre si, existe um pequeno segredo para os digitar e obter resultados de pesquisa com dados referentes a ambos os termos.

O recurso OR informa o Google de que tenciona obter resultados relacionados com um termo OR outro termo. Tudo o que precisa de fazer é digitar no motor de pesquisa algo como o que apresentamos abaixo:

O mais interessante é que pode também usar o OR em conjunto com outros recursos. Neste exemplo que apresentamos fizemos uma pesquisa que tinha como base os URLs que usassem os termos SEO e Marketing.

7 – Não consegue encontrar? Use asterisco

Está à procura de um post específico, mas não consegue encontrá-lo? Talvez se lembre 3 ou 4 palavras aleatórias de uma frase, mas isso não é suficiente para fazer uma pesquisa… ou será que é? Ao usar o asterisco, pode indicar ao Google que quer receber resultados de páginas que contenham certas palavras, numa frase, mesmo que não se lembre da frase na sua totalidade.

No Google pode então fazer a sua pesquisa substituindo os termos de que não se lembram por algo tão simples quanto um asterisco. Basicamente, o Google fará uma pesquisa e encontrará resultados com as palavras que você sabe de certeza e substituindo o * por palavras que surjam durante o processo. Isto já facilitará a sua investigação.

8 – Encontre vários resultados com “..”

Quando estiver a pesquisar uma nova ideia para produzir conteúdos para o seu blog, especialmente para posts de listas, sugerimos que use um recurso muito simples e eficaz.

Basta escrever no Google um conjunto de termos, fazendo a inclusão de “..” para receber rapidamente centenas de resultados relacionados.

9 – Tipos específicos de arquivos – “filetype:”

Apesar de não usarmos muitas vezes este recurso, temos de reconhecer que é bastante útil em certas ocasiões em que queremos encontrar documentos em certos tipos de formato.

Com o operador “filetype:” pode definir qualquer formato, entre um número de diferentes formatos de ficheiro, e receber resultados em função disso mesmo. Isto é especialmente útil para encontrar ficheiros em formato .pdf ou formato .epub.

10 – Cópia de segurança para pesquisas – “cache:”

Por fim, terminamos com uma dica que está diretamente relacionada com a cache. Se há coisa que sabemos melhor que ninguém é que um profissional de Marketing Digital está constantemente a visitar outras páginas, seja para encontrar novos conteúdos ou para manter os concorrentes próximos debaixo de olho.

No entanto, nem sempre é fácil fazer um ponto de comparação entre um site que visitamos na semana passada e um site que visitamos hoje. Felizmente, o Google tem uma solução temporária para este problema: “cache:”. Este operador permite que acede rapidamente à versão cache de qualquer website que esteja guardado no seu navegador.

Basta digitar na barra de endereço “cache:” seguido do endereço do site que quer visitar para que este surja tal como era quando o visitou pela última vez. Assim, será mais fácil perceber que evolução registou um determinado site desde a última visita que fez.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
OCTOSUITE

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]