Home / Estratégia Digital /

10 TED Talks bem dispostas onde se fala muito a sério

10 TED Talks bem dispostas onde se fala muito a sério

 

Estabelecendo pontes entre pessoas, a Internet é um importante veículo de divulgação de ideias que merecem ser ouvidas. Foi com esta certeza que, há cerca de 30 anos atrás, nasceu a fundação TED (Technology, Entertainment and Design), um organismo privado dos Estados Unidos da América, sem fins lucrativos.

Famosa pela organização de palestras – as conhecidas TED Talks ou conferências TED -, esta organização tem apostado forte na divulgação de ideias de caráter cientifico, tecnológico ou humanista, difundidas via Internet. A sua atuação estende-se agora a vários continentes e dela já fizeram parte grandes nomes, como Al Gore ou Bill Gates.

Neste post olhamos para algumas das melhores conferências e apresentamos 10 TED Talks que se destacam pela forma bem disposta como abordam temas sérios.  Continue connosco e assista às palestras.

10 TED Talks que merecem ser vistas

“Tenho 99 problemas… paralisia é só um” de Maysoon Zayid

Numa conferência sobre paralisia cerebral, Maysoon Zayid começa por dizer que, pela sua doença, é natural que esteja o tempo todo a tremer. De forma descontraída e bem-humorada, a jovem conta como encara o problema, despindo o papel de vítima que teimam lhe atribuir. “Sou uma espécie de mistura entre a Shakira e Muhammad Ali”, diz numa referência simultânea aos tremores e à sua origem árabe. A doença serve de ponto de partida para falar da sua experiência como comediante, atriz e filantropa.

“Comédia Nerdcore” de Ze Frank

Pioneiro do estilo de vlogging que se tornou tão popular na Internet e conhecido pelo seu humor sarcástico que tantas gargalhadas provoca, Ze Frank é colocado em frente a uma plateia – como se se tratasse de um dos seus espetáculos de stand up comedy – e fala-nos de si e daquilo que o move a fazer o que faz, dando seriedade à piada. O seu maior desafio? Ajudar as pessoas a criar e interagir com ferramentas da Internet.

“A Teoria de Tudo” de… Emily Levine

O título está normalmente associado a Stephen Hawking, mas desta vez é Emily Levine que o utilizou numa TED Talk. Ao longo de 20 e poucos minutos, a comediante e ilusionista fala de si própria como ponto de partida para abordar assuntos bem mais sérios. Numa perspetiva cómica, capaz de arrancar gargalhadas na plateia, Levine fala de ciência, matemática e sociedade, provando que de uma forma ou de outra tudo está conectado.

“O feliz segredo para trabalhar melhor” de Shawn Achor

Acreditamos que devíamos trabalhar para ser felizes, mas será que devíamos ser felizes para trabalhar? Nesta rápida, esclarecedora e muito interessante Ted Talk, o psicólogo Shaw Achor tenta provar à audiência que, na verdade, deveríamos trabalhar apenas se nos sentirmos felizes com o que estamos a fazer, uma vez que a felicidade é um importante motor para a produtividade.

“Está na hora de termos a ‘Conversa'” de Julia Sweeney

A comediante Julia Sweeney contou um dos episódios caricatos da sua vida: o dia em que teve “A Conversa” com a sua filha de 8 anos e se viu obrigada a contar uma pequena e inocente mentira para explicar como funciona a reprodução humana, a partir do sistema reprodutivo de sapos. A questão é que a sua filha tem perguntas e perguntas, cada uma mais inteligente do que a outra.

“A anatomia de um cartoon no New Yorker” de Bob Mankoff

Todas as semanas o New Yorker recebe cerca de mil cartoons. Destes, apenas 17 são publicados. Cabe, por isso, ao editor, Bob Mankoff, decidir quais os desenhos quais os desenhos que merecem ver a luz do dia e quais aqueles que são postos de lado. Dissecando o humor, Mankoff explica quais são os seus critérios e que fatores fazem de um cartoon bom ou mau.

 

Cartoons perguntam “E se?” de Randall Munroe

O cartoonista Randall Munroe responde a perguntas muito simples começadas com “E se?“, como por exemplo: E se batesses numa bola de basebol que se move à velocidade da luz?. Através de matemática, física, lógica e um humor algo macabro, o humorista e artista faz-nos rir mas pelo fim do vídeo pode ter a certeza de que terá aprendido uma coisa ou duas.

“Como a escola mata a criatividade” de Ken Robinson

A questão não é de agora, mas levanta várias outras perguntas. Em boa verdade, incutem-nos desde cedo a ideia de que a escola é fundamental. Sir Ken Robinson opõe-se, defendendo que o modelo de educação tradicional formata mais do que estimula ao relegar criatividade para segundo plano. Ao longo desta TED Talks mostram-se casos práticos e explica-se como estamos a desperdiçar talentos natos.

“A aldeia global de uma mulher” de Sarah Jones

Nesta hilariante apresentação, a atriz Sarah Jones assume o alter ego de uma anciã judaica, uma estudante da República Dominicana que fala muito rápido e algumas outras personagens que fazem desta TED Talk uma das mais divertidas de que há história.

“Um saudita, um indiano e um iraniano entram num bar do Quatar…” de Maz Jobrani

O título da TED Talk faz lembrar uma piada e é exatamente com tom humorístico que se dá toda a conferência de Maz Jobrani. Nas palavras de um comediante irano-americano, exploram-se temas que dizem respeito ao Médio Oriente. Coisas tão importantes como quantos beijos dar quando dizemos “olá”, ou o que não dizer num avião americano. Uma visão divertida sobre estereótipos.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS

– YouTube: 10 vídeos que marcaram 10 anos de história

– 10 Vídeos inspiradores para ver na Internet

– YouTubers: jovens que fazem sucesso com vídeos

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]