Home / Casos de sucesso de Estratégia Digital /

É possível ter emprego como blogger em Portugal?

blogger

É possível ter emprego como blogger em Portugal?

ProfileMate
 

Não interessa qual é o tema: atualidade, moda, cozinha ou lifestyle. Num blog é possível escrever sobre quase tudo. Basta ligar o computador, aceder à Internet, escolher um sistema de gestão de conteúdos e transpor para o ecrã aquilo que vai na sua cabeça. Quem dita as regras é você mesmo.

Além de ser uma atividade sem custos, o blogging tornou-se também numa atividade rentável. Para algumas pessoas, o blog chega mesmo a ser encarado como um emprego rentável, a tempo inteiro e possível de ser executado a partir de qualquer canto do mundo.

Pelo menos, é esta a tendência comprovada pelos resultados do último estudo à Blogesfera, realizado em 2011 pela Technorati. De acordo com essa radiografia ao mundo dos blogs, 18% dos bloggers vivem parcial ou inteiramente dos rendimentos do seu blog.

Mas será que é possível ter um emprego como blogger em Portugal? Apresentamos 4 casos de sucesso de bloggers nacionais que decidiram enfrentar a sorte e viver exclusivamente do lucro dos seus espaços pessoais na web.

Confira também a nossa análise ao Template WP Profit Builder que recomendamos e analisamos neste post em Como o WP Profit Builder Mudou Para Melhor os Meus Negócios Online

LER REVIEW WP PROFIT BUILDER 2.0 COMPLETA

CLIQUE AQUI PARA CONHECER O NOVO WP PROFIT BUILDER 2.0

Blogger: A Pipoca mais doce

Chama-se Ana Garcia Martins mas no mundo da blogesfera – e até cá fora – todos a conhecem como A Pipoca Mais Doce. Online desde 2004, trabalha atualmente a tempo inteiro para o seu blog. A ideia de criar o seu espaço surgiu com a necessidade de escrever sobre aquilo de que gostava. Mesmo trabalhando como jornalista, as linhas editoriais do jornal limitavam a sua opinião.

No espaço de dez anos, o blog e as opiniões d’ A Pipoca Mais Doce tornaram-se numa marca que inclui uma linha de vernizes, jóias, t-shirts, entre outros produtos, entre os quais também dois livros. Todo o sucesso, registado a pouco e pouco, culminou na hipótese de se despedir da revista Time Out para se dedicar apenas ao blog. Não está arrependida: pode fazer o que gosta e ganhar dinheiro com isso.

De onde vem o dinheiro? A fatia mais grossa dos rendimentos é gerada pela publicidade. É contactada por várias marcas e faz parcerias com aquelas em que se revê, uma vez que assume a política de que não deve publicar nada de que não goste.

Blogger: Mini-saia

Já Mónica Lice dedica tempo ao seu blog desde 2009. No Mini-Saia, pode encontrar o mais variado tipo de publicações sobre fashion e styling.

Porém, para chegar até onde está, Mónica teve uma longa jornada. A sua história começa em fevereiro de 2006: dava aulas na Faculdade de Direito de Bissau, na Guiné-Bissau. Quando teve Internet em casa, começou a seguir o blog de um amigo que se focava na realidade africana e, portanto, pensou: porque não criar uma revista online sobre moda e beleza?

O regresso a Portugal, em 2008, foi o marco de uma nova etapa do projeto que demoraria mais um ano a entrar online. Mónica queria saber sobre o que ia escrever e arriscou: tirou um curso de styling, outro de consultoria de imagem e assim, sentindo-se preparada, abriu o Mini-Saia, dedicado a todas as mulheres.

Apesar de, em 2008, ser complicado depender financeiramente do Mini-Saia, Mónica manteve a esperança de gerar lucro e estabeleceu parcerias com marcas. A ideia resultou. Os banners de publicidade e alguns conteúdos pagos são ainda hoje os principais geradores de receita.

Blogger: O Blog da Carlota

Fernanda Velez só acreditou no sucesso do seu blog quando as peças de roupa com que fotografava a filha começaram a esgotar nas lojas. A caminho do seu terceiro ano, o Blog da Carlota já está presente no ranking dos 30 blogs mais visitados do Blogómetro.

 

A ideia de criar este espaço surgiu quando a sua filha, Carlota, tinha 4 meses. Uma vez que era abordada frequentemente sobre a roupa com que vestia a pequena Carlota, decidiu apostar num blog para apresentar o look da filha. O sucesso foi inegável. No espaço de quinze dias, contou com 700 visitas e, no final do primeiro mês, somavam-se já 3 mil visitantes.

O sucesso também foi registado pelas marcas de roupa que apareciam no Blog da Carlota. Ao perceber esta tendência, Fernanda decidiu ir mais longe e começou a organizar o Mercadito da Carlota, patrocinado pela Seat. O objetivo seria promover as marcas de roupa.

Hoje, ser professional blogger é o emprego de Fernanda Velez. Formada em Marketing, despediu-se para tomar conta da filha nos primeiros anos de vida e encontrou a chave para gerar lucro.

Blogger: O Alfaiate Lisboeta

Apesar de não se considerar blogger profissional, José Cabral vive de um projeto que nasceu há quase 6 anos. Inspirado em blogs como o Facehunter, The Sartorialist e o Still in Berlin, arriscou despedir-se do BES para começar O Alfaiate Lisboeta.

A ideia de escrever e publicar retratos de pessoas que encontrasse na rua deixou-o bastante interessado. Tratava-se de uma conceito inovador que podia ser facilmente aplicado às ruas de Lisboa e fazer sucesso. E o sucesso foi comprovado. Na verdade, além do blog, José Cabral começou a colaborar com o jornal Metro, Vogue online e a revista do Expresso, para além de ver fotografias suas publicadas internacionalmente.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS INTERESSANTES E CONSTRUA O SEU PRÓPRIO CASO DE SUCESSO:

12 Casos de Sucesso de Marketing Digital

Ainda não tens o Livro 8Ps do Marketing Digital?

Descubra os livros mais lidos de Marketing Digital

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Comentários

    Deixe um comentário

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    [instagram-feed]