Home / Estratégia Digital /

As especificidades das Redes Sociais e a sua penetração na sociedade

As especificidades das Redes Sociais e a sua penetração na sociedade

Share this article

site auditing tools     

O ser humano utiliza as redes sociais para se expressar ou divulgar a sua arte, discutir os seus interesses, ligar-se com os amigos ou potenciais parceiros românticos, e desenvolver as suas carreiras e negócios. Diferentes tipos de redes sociais são utilizados para cada fim específico.

O número de redes sociais existentes continua a crescer. Com uma necessidade cada vez mais forte de ter uma presença social adequada, pode ser difícil escolher quais os canais sociais a utilizar.

Para o ajudar a tomar decisões informadas sobre as plataformas a utilizar, este artigo irá guiá-lo através de alguns dos principais tipos de redes sociais, exemplos de plataformas dentro de cada categoria, bem como o propósito ideal para cada uma.

Socialização e criação de redes

São possivelmente a forma mais tradicional das redes sociais. Estas plataformas centram-se na partilha de conhecimentos e na ligação entre pessoas.

Exemplos: Facebook, LinkedIn, Twitter, Instagram, Snapchat

Plataformas como estas são muitas vezes chamadas plataformas de “networking” ou de relacionamento porque permitem que as contas dos utilizadores interajam umas com as outras de várias formas diferentes.

As redes sociais permitem ligar-se a pessoas que têm interesses e antecedentes semelhantes, conectar-se com os amigos, família, e até mesmo com marcas. A maioria das redes sociais permite aos utilizadores partilhar pensamentos, carregar fotografias e vídeos e participar em grupos de interesse.

Seja como indivíduo ou marca, pode organizar diferentes tipos de campanhas de marketing nestas redes, que o ajudarão a alargar o seu alcance ou fazer estudos de mercado.

Estas plataformas começaram como serviços relativamente simples – por exemplo, o Twitter era o local onde se respondia à pergunta “o que estás a fazer?” e Facebook era o sítio onde se podia verificar o estado de relacionamento de um conhecido.

Agora, e especialmente desde o surgimento da internet móvel, estas redes transformaram quase todos os aspetos da vida moderna – desde a leitura de notícias, à partilha de fotos e até à procura de empregos – numa experiência social.

Namoro e encontros online

As plataformas de encontros e namoro online permitem às pessoas encontrar e comunicar com potenciais parceiros românticos através da internet, geralmente com o objetivo de desenvolver relações íntimas ou sexuais.

Exemplos: Tinder, Bumble, Hinge

O COVID-19 tornou o processo de estabelecer relações românticas ainda mais complicado. Embora a pandemia tenha mudado o namoro como outrora o conhecíamos, não veio acabar com a necessidade de relacionamento do ser humano – simplesmente veio aumentar a popularidade dos encontros através de redes sociais desenvolvidas para esse propósito. Quer esteja à procura de alguém para ser um parceiro de conversa íntima ou mesmo para relações sexuais – as aplicações ou sites de encontros online são a resposta.

Estas plataformas permitem aos utilizadores tornarem-se membros criando um perfil e carregando informação pessoal incluindo normalmente idade, sexo, orientação sexual, localização e aparência. A maioria dos serviços também encoraja os membros a adicionar fotos ou vídeos ao seu perfil.

Uma vez criado um perfil, os utilizadores podem visualizar os perfis de outros membros do serviço, utilizando a informação visível do perfil para decidir se devem ou não iniciar o contacto. Após o contacto ser realizado, pode conversar ilimitadamente com a outra pessoa e desenvolver a relação até ao ponto desejado.

Partilha de media

As plataformas de partilha de media permitem aos utilizadores partilhar diferentes tipos de conteúdo, sendo os dois principais a partilha de imagens e os sites de alojamento de vídeo.

Exemplos: Pinterest, YouTube, Vimeo, Tiktok, Imgur

A maioria destes sites também oferece características sociais, como a capacidade de criar perfis e a opção de comentar as imagens ou vídeos carregados. Estas plataformas encorajam sobretudo conteúdos gerados pelo utilizador, onde qualquer pessoa pode criar, editar, e partilhar a sua criatividade.

Embora sites como o Facebook, o Twitter e o Instagram lhe permitam publicar fotos, não são consideradas redes de partilha de media. As redes de media centram-se exclusivamente na partilha dos tais conteúdos visuais.

50% of your traffic is mobile - is your WordPress website ready?
 

Muitas pessoas são aprendizes visuais. Estas plataformas de media são, muitas vezes, um ótimo lugar para partilhar o seu conhecimento e conteúdo visual e dessa maneira envolver um público para os mais variados temas.

Vendo a popularidade e o poder dos canais de partilha de média, as empresas e os comerciantes usam-no também para atingir as suas audiências. Eles dão aos indivíduos ou marcas um lugar para descobrir e partilhar média, ajudando assim o seu negócio através de branding, construção da marca e assim por diante.

Blogs, publicações e construção de comunidades

Permitem aos utilizadores postar sobre tópicos interessantes, como memes, eventos, política ou cultura pop. Quando os utilizadores publicam um post, estas plataformas permitem que outros utilizadores os partilhem ou complementem a conversa com os seus próprios comentários.

Exemplos: Medium, Tumblr, 9GAG, WordPress, Blogger

O WordPress e o Blogger são as plataformas tradicionais de blogging, enquanto o Tumblr (serviço de micro-blogging) e o Medium (plataforma de publicação de blogs) são as mais recentes redes de blogging.

Por vezes tudo o que se quer fazer é partilhar uma mensagem, e nem todos na internet querem investir na gestão e manutenção de um blog próprio. É aqui que as plataformas de partilha de blogues como o Medium dão às pessoas um espaço para expressar os seus pensamentos e voz. Uma rede de blogs permite-lhe publicar conteúdos para o seu público e ajudá-los a encontrá-lo. São um dos tipos mais singulares de redes sociais porque requerem a criação constante de conteúdos para publicar.

Do ponto de vista de marketing, este tipo de redes sociais é uma ótima forma de construir envolvimento e de familiarizar as pessoas com o seu negócio. No entanto, embora aumentem a visibilidade e o conhecimento da marca, necessitam de mais tempo dedicado.

Discussões, fóruns e partilha de notícias/artigos

As redes de discussão são outro tipo específico de plataforma de meios de comunicação social. Estas plataformas centram-se na discussão de notícias, informação e opiniões. As pessoas vêm tópicos e juntam-se a eles para ver o que as pessoas estão a comentar sobre um determinado tema.

Exemplos: reddit, Quora, Digg

Um fórum é um sítio que permite aos utilizadores participar em conversas através da publicação e resposta a mensagens da comunidade. Muitas pessoas recorrem a estes fóruns para obter respostas ou para ver se as pessoas têm problemas semelhantes.

Tais tipos de canais são utilizados para descobrir o que se fala sobre determinados assuntos – e os utilizadores destes sítios geralmente não são tímidos em expressar as suas opiniões. Enquanto as redes de “networking” estão cada vez mais a implementar medidas para reduzir o anonimato e criar um espaço seguro online, os fóruns de discussão geralmente permitem aos utilizadores manter o anonimato.

Do ponto de vista empresarial, estas redes são uma excelente forma de fazer pesquisa de mercado. Pode aprender muito sobre o seu público, observando o que dizem sobre a sua marca ou indústria nestes fóruns, mesmo que tenha uma marca menos conhecida. Feito corretamente, também pode fazer publicidade nelas, embora tenha de ter o cuidado de manter os seus anúncios e mensagens separados.

Antes da entrada de redes mais populares como o Facebook, estes fóruns eram os locais onde profissionais, peritos e entusiastas costumavam fazer diferentes tipos de discussões relativas a uma variedade de campos e onde geriam campanhas de marketing.

Analises e reviews

Qual é a primeira coisa que se deve ver quando se planeia comprar um novo produto ou experimentar um novo restaurante? As críticas.

Exemplos: TripAdvisor, Yelp, FourSquare, Glassdoor

Estes sites de comentários mostram opiniões de membros da comunidade para todo o tipo de locais e experiências. Isto mantém as pessoas informadas e permite-lhes fazer melhor o planeamento ou tomar decisões quando se trata de escolher um restaurante, hotel, etc.

Não é apenas benéfico para os consumidores, mas também para as empresas ou indivíduos que podem acompanhar melhor e compreender a perspetiva do cliente. Seja bom ou mau, pode ajudar a identificar o que está a funcionar e o que precisa de melhorias.

Quando se tem boas críticas, estas plataformas podem trazer notoriedade positiva a um negócio ou marca.

[Fonte de imagem de capa: foto por Alexander Shatov em unsplash.com]

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *