Home / Comércio Eletrónico /

Confira as 12 Melhores Plataformas de CMS para lojas virtuais

Confira as 12 Melhores Plataformas de CMS para lojas virtuais

Share this article

    

Apesar da incerteza económica global, as vendas de comércio electrónico continuam a crescer a um ritmo confiante, representando agora 14,3% de todas as vendas a retalho a nível mundial. Mais interessante ainda, o eMarketer prevê que a quota do comércio electrónico no total das vendas a retalho a nível mundial atingirá 23% até 2023. Esta é uma oportunidade gritante para as lojas que procuram criar ou expandir a sua presença online!

É claro que uma indústria próspera atrai a sua quota-parte justa de agentes de risco, pelo que a concorrência cresce cada vez mais ferozmente. No entanto, se estiver a pensar juntar-se às fileiras dos empresários do comércio electrónico, a melhor maneira de começar é pesquisando o cenário do CMS do comércio electrónico.

Neste artigo vamos dar um mergulho profundo no mundo dos sistemas de gestão de conteúdos do comércio electrónico. Analisaremos o que eles fazem, quer precise ou não de um para a sua loja online e o melhor CMS para o comércio electrónico.

Assim, se você deseja estar entre as melhores lojas virtuais do Mundo, leia este artigo até ao final.

 

O que é um CMS para o comércio electrónico?

Um sistema de gestão de conteúdos (CMS) é um software que permite aos proprietários de lojas de comércio electrónico criar, editar e publicar conteúdos digitais de websites sem escrever qualquer código. Também permite aos utilizadores modificar a aparência da loja online, tal como alterar o layout da página do produto, adicionar banners promocionais ou adicionar rapidamente novas secções do website para melhor promover os produtos.

Uma plataforma de comércio electrónico é uma solução de carrinho de compras online que lhe permite gerir a gestão de produtos e vender produtos directamente através do seu website. Algumas plataformas de comércio electrónico servem também como CMS. Por outras palavras, é uma infra-estrutura de fácil utilização que lida com todas as funções de gestão de backend de uma loja online.

 

12 Melhores Plataformas de CMS para lojas virtuais

Agora, prepare-se. A abundância de plataformas CMS para o comércio electrónico torna a escolha de apenas uma muito difícil. Esta lista é apenas a ponta do iceberg, mas pode ser um excelente local para iniciar a sua pesquisa e descobrir as opções mais populares por aí.

 

BigCommerce

Uma das plataformas de comércio electrónico mais proeminentes no mercado, BigCommerce suporta mais de 60.000 comerciantes de todos os tipos e tamanhos. Com uma infinidade de características integradas e capacidades CMS, a plataforma BigCommerce é suficientemente poderosa para facilitar o crescimento de negócios de comércio electrónico de escala rápida e intuitiva o suficiente para capacitar os principiantes do comércio electrónico completos. Atende a todo o espectro do sector do comércio electrónico.

A plataforma é conhecida pela sua avançada integração SEO e APIs flexíveis, permitindo aos comerciantes ligarem-se a software líder e outras soluções CMS, ao mesmo tempo que alavanca o carrinho de compras BigCommerce no backend. O BigCommerce está totalmente alojado, em conformidade com o PCI de nível 1 e disponível numa base de assinatura mensal.

 

WordPress

WordPress é o leitor de CMS mais dominante na indústria, mas não é uma plataforma de comércio electrónico em si. Para transformar um site WordPress numa loja online, necessitará do plugin WooCommerce.

Incrivelmente popular, a plataforma open-source WooCommerce é favorecida pela sua imensa selecção de extensões e temas – a maior parte dos quais estão disponíveis gratuitamente. O óptimo destes plugins é que podem facilmente permitir características e funcionalidades em falta dentro do produto principal do WooCommerce com um clique. A desvantagem é que a adição de um elevado número de plugins leva a uma complexidade desnecessária e tem impacto no desempenho do site.

BigCommerce também oferece um plugin WordPress que é fácil de integrar e adiciona uma camada extra de conveniência. Permite aos comerciantes de comércio electrónico combinar a flexibilidade do frontend do WordPress com os benefícios do backend, tais como recuperação de carrinho abandonado, cupões e descontos e checkout de uma página que sai da caixa com a plataforma BigCommerce SaaS.

 

Drupal

Embora o Drupal não tenha sido concebido especificamente para o comércio electrónico, pode ser combinado com diferentes plugins e estruturas para permitir a funcionalidade do comércio electrónico. De facto, é um dos sistemas de gestão de conteúdos open-source mais utilizados, quase tão popular como o WordPress ou Joomla.

Infelizmente, Drupal não é particularmente fácil de usar para quem não tem conhecimentos significativos de desenvolvimento (embora isso esteja a mudar lentamente para melhor).

Como CMS, o comércio Drupal oferece uma flexibilidade incrível. Se o combinar com o plugin BigCommerce, obtém o melhor de dois mundos – um frontend totalmente personalizável e um backend totalmente hospedado.

 

Joomla

Joomla é mais uma plataforma de gestão de conteúdos de código aberto que permite aos utilizadores construir websites e publicar conteúdos online. Embora o comércio não faça parte da sua funcionalidade principal, existem várias extensões gratuitas que podem ajudá-lo a transformar um site Joomla numa loja de comércio electrónico.

 

50% of your traffic is mobile - is your WordPress website ready?
 

Sitecore

Sitecore é uma plataforma de experiência digital líder que combina conteúdo, comércio, automatização de marketing e personalização com ferramentas de desenho e edição. A plataforma permite aos comerciantes conceber e construir experiências de loja digital e proporcionar viagens de comércio personalizadas. Com o plug-in BigCommerce para Sitefront, é possível combinar capacidades de comércio sem cabeça com as poderosas experiências de conteúdo integrado da Sitecore.

 

Magento

Magento é um popular CMS open-source para soluções de comércio electrónico. Propriedade da Adobe, tem uma grande reputação e suporta mais de 260.000 lojas online em todo o mundo.

Magento oferece uma rica funcionalidade e um mercado de extensão diversificado, incluindo integrações com soluções como CRM, ERP, chatbots e outro software de nível empresarial. E enquanto atende a todos os tipos de comerciantes, é frequentemente favorecido por negócios de escala rápida e de maior dimensão devido à sua extensa configuração, opções de preços e requisitos de desenvolvimento.

 

Shopify

Shopify é uma das bem conhecidas plataformas de comércio electrónico SaaS do mundo. Graças à sua interface simples e preços acessíveis, tornou-se uma plataforma de comércio electrónico popular para comerciantes em fase de arranque e pequenas empresas.

Contudo, isto não quer dizer que o CMS não possa ser utilizado por marcas maiores. O número de funcionalidades dependerá do tipo de plano escolhido, pelo que é melhor estudar a lista de funcionalidades antes de se inscrever.

Shopify oferece apoio gratuito 24 horas por dia, 7 dias por semana, uma gama de modelos de loja gratuitos e um sistema POS separado. A desvantagem é que o Shopify cobra taxas de transacção pela utilização de fornecedores de pagamento fora do Shopify.

 

Prestashop

Prestashop é outra plataforma de código aberto com gestão de dados MySQL e extensa personalização de código backend. Possui uma enorme variedade de temas e add ons, permitindo aos comerciantes desenvolver uma loja web a partir do zero com capacidades tecnológicas limitadas. No entanto, cuidado com o custo total, uma vez que algumas das extensões são bastante caras.

A boa notícia é que não precisa de ser um criador para construir um website na Prestashop, tornando-a uma óptima opção para as lojas em fase de arranque e as lojas de média dimensão. As empresas podem ignorar a Prestashop devido à sua falta de apoio gratuito.

 

OpenCart

Mais um sistema de gestão de conteúdos open-source para o comércio electrónico, OpenCart é uma solução livre e multifuncional. Oferece um monte de modelos para uma configuração rápida e tem também um mercado de plugins próspero. OpenCart integra-se com mais de 20 gateways de pagamento e oito métodos de envio. Como um CMS de comércio electrónico sem taxas mensais, é uma opção popular entre os recém-chegados com um orçamento pequeno.

 

Wix

Wix é uma plataforma líder de construção de websites para negócios online. Embora tecnicamente não seja um CMS de comércio electrónico, os proprietários de sítios web têm a opção de adicionar o módulo de comércio, se necessário.

Com uma variedade de modelos, características incorporadas e uma abordagem sem código, Wix é uma opção apelativa para iniciantes e não-codificadores completos. Se tiver uma gama limitada de produtos e quiser iniciar o seu negócio rapidamente, pode funcionar. Contudo, tenha em mente que, uma vez escolhido um modelo para a sua loja, não poderá alterá-lo no futuro.

 

HubSpot

HubSpot é uma plataforma pioneira de CMS e de automatização de marketing. Não tem a funcionalidade de comércio electrónico, mas pode facilmente integrar-se com plataformas de comércio electrónico construídas propositadamente, como BigCommerce e Shopify.

A ligação do HubSpot à sua loja de comércio electrónico irá ajudá-lo a compreender o comportamento dos seus clientes, automatizar campanhas de marketing e acompanhar e reportar os fluxos de receitas com relatórios especializados.

 

Volusion

Volusion é uma plataforma de comércio electrónico baseada na nuvem, especializada na construção de lojas web sem código. Com algumas funcionalidades úteis de gestão de inventário, cobrança de pagamentos e marketing, Volusion é uma boa opção para empresas de média e grande dimensão.

Se está a considerar Volusion para o seu negócio, note que a empresa declarou falência no Capítulo 11 em Julho de 2020. Embora a plataforma ainda esteja aberta e funcione como habitualmente, pode não ser a melhor opção para um plano a longo prazo.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published.