Home / Tecnologia /

Conheça as principais empresas de tecnologia da bolsa de valores brasileira

Conheça as principais empresas de tecnologia da bolsa de valores brasileira

ProfileMate
 

Se você acredita que o nosso futuro está diretamente relacionado ao desenvolvimento da tecnologia e que essa mesma tecnologia será capaz de transformar ainda mais as vidas das pessoas e das empresas e a forma como nos relacionamos, com certeza vai gostar de conhecer mais sobre as 5 empresas brasileiras de tecnologia listadas na Bolsa de Valores.

Há pouco tempo atrás, a Bolsa de Valores Brasileira não contava com nem mesmo uma empresa de tecnologia, no entanto, felizmente o número de empresas deste segmento na B3, vem crescendo e hoje já temos 5 delas operando por lá. Por sinal, uma delas realizou seu IPO, no início deste ano, a Locaweb.

Veja quais são as empresas de tecnologia atualmente listadas na Bolsa de Valores brasileira:

  • Linx – (LINX3)
  • Locaweb – (LWSA3)
  • Sinqia – (SQIA3)
  • Totvs – (TOTS3)
  • Positivo Tecnologia – (POSI3)

Vamos conhecer um pouco mais sobre essas empresas, seus serviços e o que elas podem oferecer em atrativos para os investidores?

Linx – (LINX3)

Logo Linx – Foto: Divulgação

Fundada em 1985, hoje a Linx S.A é uma das maiores empresas de tecnologia baseada na nuvem da América Latina, sendo também uma empresa líder no mercado brasileiro de tecnologia em termos de receita no segmento de softwares para gestão de negócios no varejo.

O maior negócio da empresa consiste no desenvolvimento de softwares para atender as demandas do setor varejista e inclusive dos e-commerces. Sua estrutura de negócios está basicamente fundamentada no modelo software-as-a-service – SaaS, o que permite que a empresa obtenha receitas pela venda dos seus  softwares e ao mesmo tempo mantenha uma excelente receita recorrente oriunda da cobrança por serviços de manutenção, suporte e royalties  (receitas de assinaturas) sobre os seus softwares.

Vale destacar, que segundo dados divulgados pela própria Linx , as chamadas receitas de assinaturas foram responsáveis por 84,3% ou R$762,6 milhões da receita operacional bruta da empresa em 2019. Com 21 filiais espalhadas pela América Latina e mais de 70 mil clientes, dentre eles grandes empresas, a Linx se destaca como uma das maiores empresas de tecnologia do país.

A Linx opera na Bolsa de Valores brasileira desde 2013, quando despertou grande interesse dos investidores e movimentou R$ 251 milhões de reais somente no seu IPO.

 

Locaweb – (LWSA3)

Logo Locaweb – Foto: Divulgação

Fundada em 1998, a Locaweb iniciou no mercado de tecnologia oferecendo serviços de hospedagem para sites. Apenas 2 anos depois, a Locaweb já contava com mais de 10 mil clientes na sua carteira e expandia rapidamente os seus negócios.

Atualmente, a empresa conta com uma base de mais de 350 mil clientes o que a consolida como uma das maiores empresas de hosting (hospedagem) do país com uma fatia de aproximadamente 26,2% de um mercado que é distribuído entre mais de 30 empresas.

Vale destacar, que nos últimos anos a Locaweb também vem buscando agregar a sua carteira de serviços e produtos, passando a oferecer não só o seu tradicional serviço de hospedagem como também serviços de cloud (computação na nuvem), desenvolvimento de sites e lojas virtuais.

Seu recente IPO na Bolsa de Valores brasileira ocorreu em 6 de fevereiro de 2020, movimentando a expressiva quantia de R$ 1,03 bilhão de reais. Vale destacar ainda, que em menos de 1 ano após o seu IPO, as ações da empresa triplicaram de preço.

Interessado em saber mais sobre a história e acompanhar os indicadores sobre a Locaweb e sua recente estreia na Bolsa de Valores?  Então, clique aqui e confira!

 

Sinqia – (SQIA3)

Logo Sinqia – Foto: Divulgação

Fundada em 1996 na cidade de São Paulo, a Sinqia é atualmente a maior provedora de tecnologia para o mercado financeiro brasileiro. Eleita desde 2017, como uma das 100 maiores fintechs do mundo, a Sinqia atua por meio de seis verticais de negócios, sendo quatro plataformas de Softwares (Sinqia Bancos, Sinqia Fundos, Sinqia Previdência e Sinqia Consórcios) e duas de Serviços (Sinqia Outsourcing e Sinqia Consulting).

Com 24 anos de mercado, a empresa conta atualmente com cerca de 370 clientes e mais de 1.100 colaboradores distribuídos nos escritórios de São Paulo/SP, Belo Horizonte/MG, Salvador/BA, Curitiba/PR e Florianópolis/SC.

 

Com a abertura do seu capital em maio de 2012 na Bolsa de Valores, a Sinqia movimentou R$ 39,7 milhões, já em 2019 em uma oferta subsequente a empresa conseguiu captar mais R$ 362,7 milhões em recursos para o fortalecimento de caixa e expansão dos seus negócios.

 

Totvs – (TOTS3) 

Logo Totvs – Foto: Divulgação

Fundada em 1983, como Microsiga Software S.A, a Totvs se destaca atualmente, como uma das maiores provedoras de tecnologia do Brasil a empresa atua focada em prover soluções em serviços e softwares de gestão empresarial para diferentes setores da economia, dentre eles o varejista, o logístico, o industrial e o setor de serviços.

Com mais de 50% de market share do Brasil no seu segmento, a empresa ocupa a 20ª posição entre as marcas mais valiosas do país, segundo a Interbrand, sendo considerada também uma das maiores empresas de software para gestão empresarial do mundo. Marcando presença em 41 países a empresa conta atualmente com cerca de 7 mil funcionários e receita líquida de mais de R$2 bilhões.

Desde a sua fundação até os dias atuais, a Totvs merece destaque por sua estratégia arrojada de expansão, com a aquisição de mais de 30 empresas até o momento, dentre elas grandes nomes como a Bematech Hardware, a Datasul e a RM Sistemas.

Vale destacar, que a Companhia foi a primeira empresa do setor de TI da América Latina a abrir capital na Bolsa de Valores brasileira, ainda no ano de 2006 quando captou R$ 460 milhões com o seu IPO. Já em um follow-on realizado em 2019, a empresa captou  R$ 1,06 bilhão.

 

Positivo Tecnologia – (POSI3)

Logo Positivo – Foto: Divulgação

 

Fundada em 1972 inicialmente no ramo da educação, a Positivo possui atualmente negócios em três segmentos, são eles: educacional, gráfico-editorial e Tecnologia, sendo listada entre uma das 10 maiores fabricantes de computadores do mundo.

Atualmente, o grupo conta com cerca de 40,2 mil alunos em suas unidades próprias (Escolas Positivo, Curso Positivo e Universidade Positivo) e cerca de 14 mil colaboradores. O seu braço tecnológico nasceu em 1989 com o objetivo inicial de fabricar e vender computadores para escolas clientes do Grupo Positivo, no entanto, alguns anos depois a empresa já vendia computadores para empresas em geral e também para o setor público.

No ano de 2004, a Positivo decidiu apostar na venda de computadores no varejo e em apenas 9 meses se tornou a maior fabricante de computadores do Brasil,   Já em 2011 a Positivo passou a investir também no desenvolvimento de celulares, smartphones e tablets, expandindo a sua carteira de produtos.

Sua oferta inicial de ações ocorreu em 2006 ocasião em que foram captados R$ 604,1 milhões de reais.

Por fim, qual a sua opinião sobre as empresas de tecnologia listadas na Bolsa de Valores Brasileira? Você investe ou investiria em alguma delas? Acredita no potencial das empresas de tecnologia na B3 e na possível entrada de outras empresas do mesmo segmento no mercado de capitais?

 

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]