Home / Estratégia Digital /

Descubra tipos, exemplos e as vantagens dos Programas de Fidelidade

Descubra tipos, exemplos e as vantagens dos Programas de Fidelidade

E-Goi

Os programas de fidelidade são uma marca do negócio moderno, e as empresas que não utilizam este recurso estão, infelizmente, atrasadas e precisam correr contra o tempo para implementá-los. Hoje em dia, com a grande competição e o surgimento de novas marcas o tempo todo, o cliente é um bem precioso que deve ser tratado como tal.

Programas de fidelidade dependem do negócio

Há vários tipos de programas de fidelidade que vão depender do segmento do negócio. Os programas de fidelidade são uma das estratégias de marketing para fazer que o mesmo cliente volte a consumir sempre que precisar. Esses programas podem estar sempre se adaptando às necessidades dos clientes e também dos negócios.

Esta fidelização é a garantia de um relacionamento duradouro e mais verdadeiro. Geralmente um programa vai funcionar através de acúmulos de pontos que dão direito a recompensas. Ele funciona principalmente pelo fato dos consumidores gostarem de sentir que estão fazendo o máximo dos seus recursos e que a escolha de tal empresa é a melhor solução para os seus problemas com uma excelente relação de custo/benefício.

Se há trocas entre negócio e cliente, além da troca de recursos materiais, se cria um relacionamento, o qual em muitos casos é de valor imensurável, pois envolve sentimentos. É preciso primeiro dar para depois receber, e com pequenos agrados, os clientes tem muito mais chances de retornar. Hoje uma das maiores dificuldades em empresas de todo o mundo é fidelizar clientes, o que também é considerada a maior razão dos negócios não darem certo e fecharem, por isso o marketing nesta área é fundamental. Abaixo mostramos 5 exemplos aqui em Portugal.

 

 

Exemplos de empresas com programas de fidelidade em Portugal

Em Portugal, várias empresas já estão utilizando essas estratégias de marketing, sejam elas nacionais ou multinacionais. A grande Sephora é um exemplo, com o cartão fidelidade, o qual tem três níveis de diferenciação de cliente, é possível: acumular pontos para trocar por produtos, receber amostras grátis, ter entrega gratuita, pacotes de embrulhos para presente, devoluções sem cobrança, e troca de pontos por produtos.

A Starbucks também oferece um programa no qual dá acesso antecipado aos lançamentos de produtos, bebidas grátis no dia do aniversário, dose de café expresso grátis, e café expresso grátis na compra de pacote de café – além claro de acúmulos de pontos por trocas de bebidas.

Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Outra empresa é a Betway Casino, com um programa de vantagens exclusivos chamado Betway Plus para os clientes considerados VIPs. Neste programa o cliente vai ter chance de ganhar mais prêmios em jogos, participar de campeonatos fechados com outros jogadores VIPs, poder realizar saques de dinheiro mais rapidamente, e participar de eventos exclusivos.

A Tap Air Portugal não poderia ficar de fora, já que o programa de milhagem é praticamente uma obrigação dentro das companhias aéreas. Recentemente, o seu programa passou por algumas mudanças, e hoje além de dar direito a milhas, também pode ser trocado por upgrade de passagens, estadias em hotéis, serviços de aluguéis de carros, e ainda ser transferível para outras pessoas e também para instituições beneficientes.

Por fim, as Lojas Celeiro também criaram um cartão de cliente para se fortalecer no mercado de alimentação saudável, o qual está crescendo e se tornando bastante competitivo em todo o mundo. O cartão dá direito a pontos, em alguns casos pontos dobrados, além disso, o cliente tem acesso à promoções exclusivas nas lojas físicas.

 

Vantagens para os clientes e para os empresários

Ficou claro que os clientes só ganham com o programa de fidelidade, já que recebem muito mais por um mesmo investimento. Já para os empresários, o programa de fidelidade é uma forma de criar um grupo de pessoas fiéis a marca, que a entendem e que podem ajudá-la a crescer.

Esses clientes devem ser observados com bastante cuidado e terem suas opiniões levadas a sério. Dar “recursos gratuitos” não é de maneira alguma um gasto a mais para empresa, mas sim uma maneira de usar as suas possibilidades de forma mais inteligente.

Os clientes antigos ficam felizes e novos clientes também são atraídos. A marca passa ganhar mais do que clientes, “advocates”, ou seja, pessoas que vão apoiar a marca em lugares públicos sem serem pagas para isso.

E hoje, é isso o que cada um dos seus clientes devem se tornar.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]