Home / 2º P - Planeamento /

Web designers ou web developers: descubra as diferenças antes de optar

Web designers ou web developers: descubra as diferenças antes de optar

AdobeStock

Quando chega a hora de fazer ou melhorar um website já existente podem haver algumas dúvidas quanto ao tipo de profissionais que se podem contratar para fazer as tarefas necessárias. Normalmente a escolha pode recair entre web designers ou web developers. Não precisa de correr o risco de contratar a pessoa errada, nós dizemos-lhe as principais características destes dois tipos de profissionais.

O que fazem os Web designers?

De uma forma geral, web designers são responsáveis por tratar da estética, dos layouts e do estilo da página web. São as pessoas necessárias para criar os grafismos apelativos para potenciais clientes da empresa. No fundo, desenham um website apelativo, bonito e que se traduz numa fácil experiência de utilizador.

A sua sensibilidade estética e actualização constante nas novas tendências faz com que estes profissionais criem a “big picture” ou o conceito para o website, trabalhem com uma conjugação de cores agradável e escolham uma fonte apelativa que tenha em conta os valores da empresa. Grande parte do trabalho de web design é criativo e utiliza bastante a intuição e imaginação.

Para criar todo este trabalho artístico e sensações do website – o comummente chamado “look and feel” – os e as designers utilizam ferramentas e software de design gráfico como o Adobe StockPhotoshop CC, o InDesign CC ou Illustrator CC.

Em termos de codificação, alguns e algumas profissionais de web design sabem trabalhar em HTML e/ou CSS. No entanto, se for necessário um trabalho mais especializado ou um website mais complexo (como uma plataforma digital), os conhecimentos dos e das web designers podem ser limitados e o melhor será contratar um serviço de web developing.

No entanto, hoje em dia, profissionais de web design utilizam o WordPress. A plataforma WordPress é a mais utilizada no mundo por ter um painel de controlo intuitivo e configurável, que revela uma enorme facilidade na introdução ou modificação de conteúdo e elementos visuais na área administrativa do site, sem a necessidade de conhecimentos de programação.

Pode dizer-se que o WordPress e outras plataformas semelhantes são as melhores para quem precisa de um website apelativo mas que não necessite de aceder/armazenar dados de utilizadores ou de uma construção complexa.

Para além das vantagens acima referidas, web designers, ao trabalharem com as excelentes soluções que o WordPress oferece, conseguem focar o seu tempo e energia a fazer um website apelativo e com uma excelente dinâmica de utilizador, reduzindo a sua colaboração no que toca à programação. Desta forma, o processo de construção será muito mais acelerado e o valor cobrado ao ou à cliente será inferior.

No caso de websites mais complexos, será necessário contratar também um programador. No entanto, é essencial que web designers passem o conceito e a estrutura base que web developers devem seguir quando constroem o website.

 

Templates

O que fazem os Web developers?

O trabalho de desenvolvimento web normalmente consiste em planear, construir, testar e dar manutenção a  websites e aplicações online. Os profissionais desta área sabem as linguagens específicas da web como HTML, Javascript, JQuery, CSS, Python, entre outras. Têm um grande conhecimento das diferentes técnicas e ferramentas e têm um trabalho muito mais lógico e menos criativo do que web designers. São eles que constroem websites e criam funcionalidades através de uma codificação limpa e estruturada.

Podemos falar em 2 tipos diferentes de trabalho de web developing que podem ser feitos para um website: o back-end e o front-end.

Front-end development: Um ou uma web developer de front-end é responsável pela criação de ferramentas que melhoram a experiência de utilizador e que “dão vida” à interface. Front-end developers preocupam-se mais com o funcionamento do website e trabalham directamente com a parte da aplicação que interage directamente com os utilizadores ou utilizadoras.

Preocupam-se também com a adaptação do respectivo design em múltiplos browsers e plataformas. Profissionais de front-end focam-se em linguagens como HTML (linguagem de marcação), CSS (linguagem de estilo) e JavaScript.

Back-end development: O trabalho de back-end, tal como o nome indica, é o tudo o que está “por trás” e não é visível. Foca-se na implementação do próprio website e é ele que suporta todo o front-end. Também pode estar relacionado com a criação de sistemas de gestão de conteúdo e de dados dinâmicos que oferecem a possibilidade de guardar dados e de dar a possibilidade aos utilizadores de acederem a perfis específicos. Profissionais de front-end focam-se em linguagens como PHP, Python e Clojure.

Assim sendo, podemos concluir que se necessitar de um website mais simples e informativo para os seus utilizadores – para conhecerem a empresa, preçário, dar algumas notícias, por exemplo – é suficiente e até preferível ter uma plataforma que seja de fácil edição e em que não seja necessário programar. Nesta situação deve contratar um serviço de web design para tratar da parte estética e da experiência de utilizador.

No caso de ser necessária uma abordagem mais complexa para o website que pretende criar – se necessitar de trabalhar ou armazenar dados de utilizadores, por exemplo – terá de contratar um ou uma web developer.

Se este mesmo website não tiver ainda uma estrutura estética definida ou um interface apelativo e criativo, será essencial contratar um serviço de web design também. Os dois serviços devem ter áreas de actuação em conjunto de modo a criar uma plataforma apelativa, segura e de fácil navegação.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]