Home / Estratégia Digital /

Apresentando o Carregamento de Script mais rápido da Internet!

Apresentando o Carregamento de Script mais rápido da Internet!

Share this article

site auditing tools     

Você já ouviu falar sobre a atualização da experiência da página do Google? Não sabe o que é? Eu explico: consiste numa atualização da experiência nas páginas web que está a ser implementada globalmente para todos os utilizadores. Esta experiência será concluída até ao final de agosto de 2021.

Em novembro de 2020, o Google partilhou a informação de que a mudança na classificação da experiência na página entraria em vigor na Pesquisa Google em breve. O nome dessa alteração era precisamente: “atualização da experiência na página”.

Para ajudar os editores e proprietários de sites a melhorar a experiência na página e deixar tudo preparado, recentemente o Google anunciou algumas atualizações importantes.

 

Lançamento gradual a partir da metade de junho deste ano

Primeiro devemos realçar que começaram a usar a experiência na página como parte dos sistemas de classificação a partir da metade de junho de 2021. No entanto, a experiência na página ainda não funciona por completo nesses sistemas até ao final de agosto.

Imagine que o processo é como temperar um prato que está a ser preparado. Em vez de adicionar o sabor de uma só vez, eles incluem os ingredientes aos poucos durante esse período.

Como dissemos antes, essa atualização foi desenvolvida para destacar páginas que oferecem ótimas experiências para o utilizador. No entanto, a experiência na página continua a ser um dos muitos fatores considerados pelos sistemas da Google.

Por isso, de modo geral, não deve haver mudanças drásticas para os sites. Além disso, como estão a implementar a mudança como um lançamento gradual, eles fazem monitorização de eventuais problemas inesperados ou não intencionais.

Dessa forma, esperam que esse ajuste na programação de lançamento gradual ajude você a continuar a refinar o seu site com foco na experiência na página. Antes de fazer a mudança, a Google coleta feedback para garantir que os proprietários de sites recebam orientação útil e respostas para perguntas sobre como melhorar a experiência na página para os utilizadores.

Detalhes sobre o que será incluído na atualização

Como anunciado anteriormente, esta atualização considera diversos indicadores de experiência na página, incluindo as 3 Principais métricas da Web, também conhecidas como Core Web Vitals: LCP, FID e CLS (assim como a correção recente do Chrome para CLS).

Além disso, o recurso do carrossel de notícias principais na Pesquisa Google será atualizado para incluir todo o conteúdo de notícias, desde que atenda às políticas do Google Notícias. Isso significa que o uso do formato AMP não é mais obrigatório e que qualquer página, seja qual for a pontuação nas Principais métricas da Web ou o status da experiência na página, estará qualificada para aparecer no carrossel de notícias principais.

Também incluíram atualizações semelhantes ao app Google Notícias, uma plataforma fundamental para que utilizadores do mundo todo tenham uma visão abrangente das notícias do dia. Como parte dessa actualização expandiram o uso de conteúdo não AMP para otimizar a experiência principal no site news.google.com e no app Google Notícias.

Além disso, o ícone de AMP não será mais exibido para indicar esse tipo de conteúdo. Você perceberá essa mudança à medida que o lançamento gradual da atualização de experiência na página for iniciado, em meados de junho.

O Google continua a testar outras maneiras para ajudar a identificar conteúdo com uma ótima experiência na página, e você receberá atualizações quando tiverem mais informações para compartilhar.

Se quiser saber mais detalhes, consulte as Perguntas frequentes sobre a experiência na página e as Principais métricas da Web publicadas nos fóruns da Central da Pesquisa recentemente. Se você edita AMP, a equipa do Google criou um guia de experiência na página AMP que inclui dicas personalizadas sobre como conseguir o melhor desempenho possível.

 

Novo relatório de experiência na página do Search Console

Para oferecer ainda mais insights úteis, o Google lançou o relatório de experiência na página. Esse documento combina o relatório das Principais métricas da Web com outros componentes dos indicadores da experiência na página, como segurança HTTPS, ausência de intersticiais intrusivos, status de navegação segura e otimização para dispositivos móveis.

O relatório de experiências na página exibe métricas valiosas, como a percentagem de URLs com boa experiência e impressões de pesquisa ao longo do tempo, permitindo uma avaliação rápida do desempenho. Você também pode se aprofundar nos componentes dos indicadores de experiência na página para ter mais insights sobre oportunidades de melhoria.

Além de lançar o relatório de experiência na página, também atualizaram o relatório de desempenho na Pesquisa para que você possa filtrar as páginas que oferecem uma boa experiência e acompanhar como elas se comparam a outras no mesmo site.

50% of your traffic is mobile - is your WordPress website ready?
 

 

Compatibilidade com trocas assinadas para todo o conteúdo na Pesquisa Google

Entretanto, também foi anunciada a disponibilidade geral de trocas assinadas (SXG) na Pesquisa Google para todas as páginas da Web. Antes a Pesquisa Google só era compatível com SXGs integradas ao framework de AMP.

Com as SXGs, a Pesquisa Google pode aproveitar a técnica de pré-busca de preservação de privacidade nos navegadores compatíveis para melhorar a experiência na página. Essa técnica permite que a Pesquisa Google carregue os principais recursos de uma página (HTML, JavaScript, CSS) antes da navegação, o que possibilita ao navegador exibir páginas mais rapidamente.

Observação: o uso das SXGs não é um requisito para os benefícios da experiência na página, e você pode considerar a tecnologia como uma das opções para melhorar a experiência do utilizador no seu site.

A Nikkei, uma grande editora do Japão, testou as SXGs na Nikkei Style (em inglês) e teve uma redução de 300 ms na maior exibição de conteúdo (LCP). A empresa também observou um aumento de 12% no engajamento dos utilizadores e uma melhoria de 9% nas visualizações de página por sessão no Chrome para Android onde o teste foi implementado. Para implementar as SXGs no site, a Nikkei escolheu nginx-sxg-module, uma extensão de código aberto para servidores NGINX.

Para saber mais sobre as ferramentas de SXG, consulte Trocas assinadas (SXGs). Se quiser ver instruções sobre como configurar as SXGs, leia Como configurar trocas assinadas usando o Web Packager.

Como otimizar a performance do seu site com a atualização MonsterInsights 7.18

Conforme já referimos esta actualização começou a ser feita em Junho de 2021, e inclui o Core Web Vitals como um novo factor de classificação. Assim, o seu website precisa de passar o novo teste Core Web Vitals para obter os melhores pontos nos resultados de pesquisa.

Embora pareça insensato que um produto Google possa ter impacto na sua própria pontuação nos Core Web Vitals, o guião de rastreio do Google Analytics pode atrasar o seu website e afectar a sua pontuação se não estiver optimizado para um desempenho elevado.

Felizmente, os utilizadores do MonsterInsights não precisam de se preocupar com a forma como o Google Analytics carrega.

Por isso mesmo temos o prazer de anunciar MonsterInsights 7.18, que inclui uma actualização de como o principal guião de rastreio carrega no seu website.

Além disso, eles têm novas e excitantes integrações com o plugin All in One SEO.

Esta actualização fará com que o nosso script do plugin seja carregado o mais rápido possível. O script já estava a carregar rapidamente, mas ao actualizar a forma como carrega, pode ter a certeza de que MonsterInsights é rápido como um relâmpago para uma óptima pontuação dos Core Web Vitals.

Também actualizaram o módulo Performance Addon para incluir a opção de alojar o seu script gtag.js localmente no seu próprio servidor. Desta forma, pode tornar o seu tempo de carregamento o mais curto possível, reduzindo o número de recursos externos que o seu website tem de carregar.

Clique aqui em Faster Script Loading para saber tudo sobre esta actualização!

Por defeito, o Google Analytics tem um tempo de cache de duas horas. Ao servir o script localmente, pode ter controlo total sobre o cache do ficheiro, o que reduz ainda mais o tempo de carregamento.

Além disso, o suplemento de desempenho integrado no MonsterInsights 7.18 irá automaticamente buscar o ficheiro gtag.js mais recente ao Google a cada 24 horas para se certificar de que está actualizado.

Não sabe o que é o Performance Addon? Quando está a gerir um site de alto tráfego, pode atingir o limite de processamento do Google Analytics. Para se manter dentro desse limite, o Performance Addon MonsterInsights dá-lhe a capacidade de fazer ajustes na taxa de amostragem e na velocidade de amostragem do site.

Isto permite-lhe especificar que percentagem de utilizadores deve ser rastreada, para que possa permanecer dentro do limite de processamento do Google Analytics. A definição da taxa de amostragem da velocidade do sítio permite-lhe configurar com que frequência serão enviados os faróis de rastreio da velocidade do sítio que, por defeito, são enviados automaticamente a 1% dos utilizadores.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *