Home / Marketing digital /

Dicas para criar um blog e ganhar dinheiro na Internet

criar-um-blog

Dicas para criar um blog e ganhar dinheiro na Internet

AdobeStock

Numa altura em que cada cêntimo é bem-vindo, é importante rentabilizar todo o nosso trabalho e encontrar novas formas de ganhar dinheiro. Com a vulgarização da utilização da Internet, abriram-se por isso inúmeras portas para todos aqueles que gostariam de explorar o universo digital e receber, no final de cada mês, uma renda extra que ajude a pagar as despesas mensais ou permita fazer uma pequena extravagância.

Uma das estratégias que temos vindo a recomendar no nosso blog é a criação de um blog. Ao criar um espaço seu na blogosfera está ao mesmo tempo a fundar um local onde pode pôr em prática múltiplas técnicas usadas com sucesso por especialistas de Marketing Digital. Estou a falar, por exemplo, de Google AdSense e programas de afiliados.

Mas não se iluda: criar um blog não é algo que consiga fazer de um dia para o outro e sem tirar umas boas horas do seu tempo. Não espere ainda que o lucro do seu blog chegue a curto prazo porque essa, pelo menos numa etapa inicial, será uma meta difícil de alcançar. Para o ajudar, preparamos um post onde nos focamos em 9 pontos que todos devem ter em atenção se pretendem criar um blog brevemente.

9 dicas para criar um blog e ganhar dinheiro na Internet

1 – Tema

Para este primeiro ponto, vai precisar de caneta e papel. Sim, isso mesmo. Um blog deve assentar num tema e, como sabemos, encontrar o tema certo nem sempre é fácil. O ideal é que seja algo de que gosta, que você por experiência pessoal tenha conhecimento e que convenientemente seja rentável. Com a ajuda da caneta, faça um brainstorming – convide amigos e familiares para também eles contribuírem com ideias – e enumere uma lista de possíveis temas de que gostaria de falar no seu blog.

É importante que o tema seja algo de que gosta e no qual se sinta confortável em escrever. Na hora de tomar a decisão, tenha em consideração que tipo de conteúdo vai publicar, como os vai produzir e o que os diferencia da concorrência.

2 – Nome

Encontrou um tema? Perfeito! Mas não guarde já o brainstorming. Ao ter listado tantas palavras poderá já ter percorrido meio caminho para encontrar o nome certo para o seu blog. O nome do blog deve ser de preferência curto e marcante, para que qualquer pessoa saiba onde se dirigir facilmente. Porém, não se esqueça de que este nome deve sugerir ao público que tipo de conteúdo poderá encontrar na sua página. Assim que estiver satisfeito com o nome, verifique se está disponível como domínio para o website. Recordamos que o nome do blog deve coincidir sempre com o domínio do website.

3 – Que plataforma usar?

Apesar de existirem dezenas de plataformas na Internet dispostas a ajudá-lo a criar um blog, recomendamos especialmente 3:

Blogger/Blogspot  – Trata-se de um serviço com ligação direta aos servidores do Google. Nesta plataforma, pode garantir a hospedagem gratuita do seu blog e utilizar o leque de ferramentas disponíveis para construir uma página simples à medida das suas necessidades.

WordPressÉ a plataforma que usamos para o blog Estratégia Digital. Além de disponibilizar uma interface de gestão de conteúdos muito simples, o WordPress permite a instalação de plugins e templates para que possa sempre tirar o melhor partido do seu blog.

WixAlém de ser muito rápido, o utilizador do Wix não precisa de ser um expert para construir a sua página web. A interface é limpa e intuitiva, permitindo ao utilizador uma navegação sem grandes complicações.

4 – Domínio

Já falamos do domínio acima mas voltamos a falar dele neste ponto. O domínio, como deve saber, é como a morada do website na Internet. Ao inserir a palavra na barra de navegação do seu browser, é reencaminhado diretamente para a sua página. Ao criar um site numa das plataformas que apontamos acima, é gerado um domínio que terá mais ou menos o seguinte aspecto: www.nomedoblog.wordpress.pt

Para evitar que o nome do provedor apareça no URL, aconselhamos que registe o domínio. Dessa forma, vai simplificar o endereço e permitir que as pessoas cheguem com maior facilidade à página. O URL passaria então a ter o seguinte aspecto: www.nomedoblog.pt

Para registar o seu domínio, aconselhamos o site GoDaddy que pratica preços bastante acessíveis e que facilmente lhe permitirá registar o domínio a cerca de 20 euros por ano.

5 – Estrutura

Neste ponto, falamos de uma coisa muito importante a ter em consideração no momento de criar um blog: a estrutura da página. Como deve calcular, não convém organizar a página “ao calhas”. O público espera encontrar a informação de forma rápida e intuitiva. Assim, explicamos onde deve inserir cada elemento principal do blog para facilitar a navegação:

Templates

– Logótipo – Deve surgir no topo da página e, de preferência, estar sempre visível para o utilizador mesmo quando fizer scroll dos conteúdos. Certifique-se de o logótipo contém ainda uma hiperligação para a homepage, permitindo assim ao cibernauta regressar à página inicial do blog a qualquer momento.

– Categorias – À medida que for publicando conteúdos no seu blog, vai perceber que alguns deles se relacionam entre si e têm em comum um tema-mãe. Por isso mesmo, recomendamos que crie categorias onde compilar os posts. As categorias devem aparecer listadas numa espécie de menu lateral, para que o utilizador possa caeder facilmente a conteúdos relacionados com um determinado assunto.

– Sobre o Blog – As pessoas precisam de confiar em si e de perceber que os conteúdos que está a publicar provêm de uma fonte qualificada. Assim, crie uma página onde possa fazer uma breve apresentação da premissa base do blog, a história e quem está por detrás da produção dos conteúdos.

– Página de contacto – O público deve ser capaz de o contactar facilmente sempre que assim o desejar, seja para esclarecer uma dúvida, expor uma sugestão ou até mesmo propor uma parceria. Recomendamos por isso uma página de Contactos, onde disponibilize o seu e-mail, telefone e redes sociais.

– Pesquisa – Se tudo correr bem, o site vai crescer com o passar do tempo. Encontrar um post que foi publicado há um ano, por exemplo, vai ser difícil caso decida fazer scroll ao longo da página principal. Por isso mesmo, insira uma caixa de pesquisa para que o visitante possa digitar uma palavra e encontrar o resultado que procura rapidamente.

– Ícones das redes sociais – Para quem tem páginas nas redes sociais, sugerimos o bom aproveitamento do potencial  que estes veículos de comunicação têm para oferecer. A inclusão de ícones das redes sociais no blog é, por isso, uma boa forma de conseguir um “Gosto” por parte das visitas que por lá passam.

6 – Fotografias

Uma fotografia com qualidade transmite por si só aquele sentimento de confiança que se espera incutir junto da audiência. Se pesquisar imagens no Google, recomendamos que utilize os vários filtros disponíveis, nomeadamente aquele que só lhe apresenta imagens em grande resolução e, por conseguinte, em maior resolução. Após descarregar as imagens, edite-as num software como o Photoshop, GIMP ou Pixlr.

E atenção com os direitos de autor! Verifique se a imagem tem ou não direitos de autor. Caso tenha, procure contactar diretamente o autor da imagem de forma a pedir autorização para a utilizar e identificando devidamente o fotógrafo quando publicar a imagem. Tem ainda disponível a opção “Creative Commons” no Google, que só apresenta imagens sem direitos de autor.

Alguns serviços pagos, como é o caso do Photodune e do Dollar Photo Club, permitem ainda comprar fotografias exclusivas e em alta qualidade.

7 – Redes Sociais

As redes sociais são importantes ferramentas para gerar tráfego. Se quer mesmo ganhar dinheiro com o seu blog, é importante apostar nas rede sociais, na publicação de conteúdos diários e relevantes e na interação com os seus seguidores. O Estratégia Digital usa, por exemplo, várias redes sociais como o  Facebook, Twitter, Pinterest, Google+, Scribd, entre outros.

8 – Antes do lançamento

Assim que estiver satisfeito com todo o aspecto do seu blog, é normal que comece a pensar no lançamento da página. Mas antes de tudo, tenha calma! Antes de lançar o blog deve ter pelo menos 10 posts prontos, de forma a garantir que saem periodicamente e evitando assim que a audiência fique sem muito tempo entre um post e outro. Ligue ainda a sua conta ao Google Analytics e Google Webmasters para que, facilmente, consiga perceber como é que o seu blog está a crescer e se há ou não tráfego a entrar.

9 – Como ganhar dinheiro

Na Internet, existem inúmeras opções para monetizar os resultados do seu blog. Para ganhar dinheiro, recomendo por isso que faça análises/críticas de produtos que possa promover como afiliado, coloque banners, comercialize o seu espaço publicitário através do Google Adsense e crie mesmo o seu produto digital.

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]