Home / Registar Domínio /

Empresas podem poupar até 25% ao migrarem para Cloud

Empresas podem poupar até 25% ao migrarem para Cloud

AdobeStock

O armazenamento de dados em Cloud tem merecido bastante atenção nos últimos anos. Ao ter como principais vantagens a seu favor o facto de não limitar os dados a um servidor físico, há cada vez mais empresas europeias a render-se aos serviços da nuvem, especialmente quando se trata do e-mail e de armazenamento adicional.

Foram estas algumas das conclusões a que chegou um estudo da Redshift Research, que contou com a colaboração de 670 decisores e profissionais de TI em 10 países. Portugal encontra-se entre os inquiridos, com 65 organizações participantes entre os 100 e os 500 colaboradores.

Relativamente à taxa de adoção a serviços cloud, detetou-se um crescimento exponencial desde 2012, algo súbito mas que já se previa. Ainda assim, os números provocam impacto se tivermos em conta que 4 em cada 5 organizações introduziram o cloud para reestruturar o modelo em que assentam.

O relatório da Redshift Research mostra também que as empresas europeias de média dimensão saem a poupar quando investem em cloud. As soluções de computação cloud, quando usadas em substitutas a soluções in house, permitiram poupar até 25%. Otimistas, algumas empresas chegam mesmo a apontar reduções que descem até ao patamar dos 50%.

As empresas portuguesas usam cloud?

Atentando agora no caso de Portugal, o estudo concluiu que, em 2014, já 22% das PME usavam serviços baseados na cloud há mais de dois anos. Mesmo assim, apesar da popularidade crescente dos serviços cloud, ainda existe uma grande margem para crescer. O mesmo estudo indica que só 20% utilizam as soluções de ERP baseados na cloud, mas prevê que a situação está a mudar.

Templates

Entretanto, uma fatia de aproximadamente 60% das pessoas que ainda não têm ERP na cloud estão interessadas em adotá-lo ao passo que desses uma maioria de 55% quer mesmo que essa envolva funcionalidades móveis.

Questionadas acerca dos factores pelo qual migraram para a cloud, os inquiridos apontaram: redução de custos (50%), ganhos de eficiência (40%), aumentar vantagens estratégicas (32%) e crescimento (31%).

Por outro lado, aqueles que ainda não migraram, disseram que as principais barreiras citadas para a adoção são preocupações com a segurança e a privacidade (57%), barreiras internas e falta de compreensão (23%) e, em último, o preço (20%).

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]