Home / 2º P - Planeamento /

Planeamento estratégico: o caminho para alcançar sucesso

Planeamento estratégico: o caminho para alcançar sucesso

 

Tem um negócio, mas está a ter dificuldade em orientá-lo para o posicionamento certo? Ou está prestes a lançar-se para o mercado, procurando estratégias que o ajudem a alcançar o sucesso? Não importa qual o seu caso, temos a certeza que ao longo dos próximos parágrafos vamos conseguir ajudá-lo elucidando-o acerca da importância do planeamento estratégico.

O planeamento estratégico é o processo que fixa as grandes orientações que permitem às empresas modificar, melhorar ou fortalecer a sua posição face à concorrência. É uma ferramenta de apoio à gestão com vista ao desenvolvimento futuro da empresa, especificando a forma e os timings de execução.

Assim sendo, podemos dizer que o planeamento estratégico corresponde à direção central que tem a responsabilidade de definir e pôr em prática todo o processo de planeamento. Ao definir as linhas de orientação gerais relativamente à missão, política e estratégia empresariais, estabelece as bases sobre as quais cada unidade de negócios individual delineará o seu próprio plano de negócios.

Tudo depende e deve começar da própria cultura da empresa: umas empresas dão liberdade a cada divisão para estabelecer as suas próprias estratégias e objetivos de vendas e lucros, enquanto outras estabelecem os objetivos, deixando ao critério das unidades a definição da estratégia. Por último, há ainda aquelas que definem os objetivos e se envolvem diretamente na conceção das estratégias individuais.

Em qualquer caso, o planeamento estratégico será definido a dois níveis: pela empresa mãe – planeamento estratégico empresarial – e, posteriormente, por cada unidade de negócios – planeamento estratégico das unidades de negócio.

Como aplicar planeamento estratégico?

Para entendermos o planeamento estratégico, podemos começar por algo tão simples como a definição de uma empresa. Uma empresa tem como missão alcançar o sucesso, mesmo que para tal necessite de encarar certos riscos de forma a canalizar as oportunidades e atingir a meta de sucesso definida. E, por falar em sucesso, o que o define é exatamente a orientação estratégica que seguem.

A missão da empresa deve ser a prioridade na altura de formular planeamento estratégico. A missão corresponde aos fins últimos da empresa e à sua legitimização na sociedade. Exprime-se de forma qualitativa e deverá identificar a postura social, definir o negócio e propor uma visão desejável para o futuro. Para que entenda melhor o que é a missão, deixe-me simplesmente dizer que é aquilo que explica a razão de ser da empresa, a que se dedica, a sua filosofia de atuação, a imagem pública que transmite, entre outros.

 

A missão deve ser breve e simples, flexível e distintiva, de forma a que as pessoas a percebam facilmente, que fique na memória durante mais tempo e que se distinga da concorrência. Atendendo ao facto de que a missão deve ser demonstrada internamente na empresa (através de atividades, ética e nível de empenho) e externamente (por intermédio de investimento, consumo e filiação).

No entanto, após a definição da missão do negócio um passo crucial a dar é a análise da envolvente (interna e external) por intermédio de análises SWOT e PEST que nos permitem apurar as diferentes oportunidades e ameaças que podem afetar a empresa e reconhecer ainda os pontos fortes e fracos. Abaixo encontra-se um esquema com todos os passos a dar para fazer planeamento estratégico.

A estratégia de uma empresa é desenhada para criar vantagens competitivas sustentáveis, garantir a sobrevivência da empresa a longo prazo, assegurar o crescimento sustentado, assegurar rentabilidade adequada e, ainda assim, inovar.

O que é isto de vantagem competitiva? Uma vantagem competitiva corresponde a um fator crítico de sucesso forte, algo que seja capaz de determinar e sustentar o sucesso competitivo de empresa. Uma vantagem competitiva surge do valor que uma empresa consegue criar para os clientes e que ultrapassa os custos de produção. Confere rentabilidade operacional superior à média da indústria e resulta da capacidade de praticar preços acima da média ou ter custos abaixo da média.

Um conceito que importa também reter ao falarmos de planeamento estratégico é o valor. O valor que uma empresa consegue criar para os seus clientes e que ultrapassa os custos de produção. O que os consumidores estão dispostos a pagar pelo produto ou serviço: liderança em custo (preço mais baixo) ou liderança em diferenciação (benefícios superiores a justificar preço elevado).

OCTOSUITE

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]