Home / Estratégia Digital /

Teste para saber se é um dos viciados em Internet

Teste para saber se é um dos viciados em Internet

 

Se em tempos a Internet não passava de um sonho, hoje esta rede de computadores está tão enraizada no nosso dia-a-dia que até causa dependências. E a verdade é que, nos últimos tempos, têm surgido vários especialistas que procuram quantificar o fenómeno que diz respeito ao aumento de viciados em Internet.

Não consegue passar um minuto desconetado das redes sociais? Não desliga o telemóvel nem quando vai de férias? Não consegue ficar longe da sua conta de e-mail? Pois este é o artigo indicado para si.

Antes de continuarmos, importa em primeiro lugar responder a uma pergunta: o que é dependência? E o que é um vício em Internet? As palavras podem ser utilizadas como sinónimos, embora o segundo seja mais utilizado quando dele resulta um prejuízo para alguém. Psicólogos e outros especialistas falam de vícios e dependências quando existe uma necessidade repetida de executar um determinado comportamento. Neste caso, aceder à Internet e estar online.

Embora sejam muitos os viciados em trabalho e, até mesmo, aqueles que não conseguem largar as redes sociais, só falamos em viciados na Internet quando verificamos que há um prejuízo da vida social, psicológica ou até mesmo do bem-estar físico da pessoa que sofre com este problema. Portanto, ainda que tenha dificuldade em desligar o computador e faça um uso excessivo da Internet, talvez não seja viciado.

Ainda assim, todos os especialistas concordam quando dizemos que os números estão a crescer: de acordo com duas investigadoras de Hong Kong, 1 em cada 15 cibernautas é dependente da Internet. Para surpresa de alguns, é no Médio Oriente que se encontra um maior número de viciados em Internet (10%). Os países do norte da Europa são aqueles onde a dependência é menor (2,8%).

Numa perspectiva global, existem cerca de 6% de pessoas “agarradas” ao computador, tablet ou smartphone. O estudo recente foi um dos primeiros a dar uma visão geral do problema que, dizem alguns, poderá vir a ser um dos principais do século XXI. Este vicio é mais um dos riscos da Internet que, nos últimos anos, tem levantado questões sobre a segurança no ciberespaço e sobre qual o tipo de acesso que devemos permitir aos nossos filhos.

Entre os principais sintomas apresentados pelos viciados na Internet destacam-se a incapacidade de lidar com o mundo real e de interagir sem ser por detrás de um ecrã. Ao todo, o estudo publicado na página do Cyberpsychology, Behavior and Social Networking analisou quase 90 mil utilizadores da Internet, distribuídos por 31 países.

Teste para pessoas viciadas em Internet

Acha que passa demasiado tempo na Internet? Há risco de ser um viciado? E qual será o grau do seu vício? Será algo grave ou não tem de se preocupar? Se procura a resposta a alguma destas perguntas, faça o teste que lhe deixamos abaixo. É simples e não terá de perder mais do que apenas alguns minutos. Será que é 1 em 15?

Pergunta 1:

Preocupa-se com a Internet? Isto é, pensa com frequência naquilo que fez online ou costuma pensar naquilo que vai fazer da próxima vez que tiver acesso à rede?

Pergunta 2:

Considera que há uma necessidade de utilizar a Internet para que se possa sentir bem consigo mesmo?

Pergunta 3:

Já alguma vez tentou reduzir o acesso, diminuir o número de horas ou desligar-se da Internet, mas não teve sucesso?

Pergunta 4:

Nota mudanças de humor, fica inquieto, irritado ou deprimido sempre que não pode aceder à Internet?

 

Pergunta 5:

Sabe quando vai só ver o e-mail em 5 minutos? Costuma ficar mais tempo do que devia por distração?

Pergunta 6:

Costuma por os amigos ou relacionamentos de lado para ficar online ou para ficar para ficar em frente ao computador a jogar?

Pergunta 7:

Já mentiu ou negou que passa demasiado tempo na Internet embora tenha consciência de que o faz?

Pergunta 8:

Utiliza a Internet como uma forma de fuga à realidade e para se esquecer dos seus próprios problemas?

Já fez o teste? Se respondeu positivamente a 5 das 8 perguntas, poderá ser considerado um viciado na Internet.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS:

Quais são os países inimigos da Internet? 

Conseguimos sentir afetos quando estamos no Facebook? 

“A Incrível Internet” de Michael Cox

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
8ps

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]