Home / Estratégia Digital /

Ações da Tesla em alta animam fãs e contrariam os mais céticos

Ações da Tesla em alta animam fãs e contrariam os mais céticos

    

Quase todo o mundo em Wall Street tem a sua própria opinião sobre a Tesla. A forte valorização das ações da fábrica de veículos elétricos nos últimos meses deu aos acionistas algo para se animarem, custou bilhões de dólares a investidores com posições vendidas a descoberto e endossou a legião de pessoas que há muito tempo adora a empresa de Elon Musk.

As ações da Tesla subiram quase 320% desde o começo de junho de 2019, sustentadas pelos resultados financeiros melhores do que o esperado e pelo aumento da produção na sua nova fábrica em Xangai, na China.

Nessa semana, o rali dos papéis ainda encontrou apoio no movimento de gestores de fundos correndo para aumentar a sua alocação das ações, segundo analistas (que já agora recomendam negociar Forex Portugal com a IQ Option para desfrutar de spreads competitivos).

“Muitos assessores e instituições entram na onda porque não querem ficar para trás”, disse Ross Gerber, presidente-executivo da Gerber Kawasaki em Santa Monica, Califórnia. “Se a Tesla vai para 1.000 dólares e eles não estão comprados, o que eles vão dizer aos seus clientes?”

Gerber reduziu a posição de seu fundo nas ações enquanto a cotação subia. Ele espera comprar mais se o preço cair e disse que um valor justo seria de cerca de 550 dólares.

Investidores otimistas nas ações da Tesla

Os investidores sob a forma de pessoa física impulsionaram parte da alta das ações, já que o Twitter, o Reddit e outros sites estão cheios de defensores ferrenhos da Tesla.

Entre os clientes da Fidelity Investments, a Tesla tem sido de longe a ação mais negociada nas últimas sessões, com quase 16 mil ordens de compra. Em comparação, o Twitter, a segunda ação mais negociada na Fidelity, tinha pouco mais de duas mil ordens de compra.

As ações da Tesla são amplamente detidas por acionistas institucionais. Entre os maiores estão Baillie Gifford, Capital World e Vanguard, segundo dados da Refinitiv.

 

A empresa também possui investidores internacionais. Pessoas físicas da Coreia do Sul estão a negociar ações da Tesla num ritmo frenético nas últimas semanas, comprando e vendendo 200 milhões de dólares em ações em janeiro, segundo o Korea Securities Depository. Em novembro, eram 43 milhões de dólares.

O maior beneficiário da alta da Tesla é Musk, que ganhará mais de 1 bilhão de dólares graças ao recente rali das ações. O valor de mercado da montadora excedeu brevemente 150 bilhões de dólares nesta semana, a segunda meta em seu pacote recorde de remuneração que abre caminho para as opções concedidas a ele.

A voz dos pessimistas

Muitos investidores, porém, continuam céticos quanto à possibilidade de a Tesla oferecer lucros, fluxo de caixa e crescimento consistentes. Entre os analistas nos EUA, há mais recomendações de ‘venda’ do que de ‘compra’ para os papéis, que são as mais alugados em Wall Street, com quase 18 bilhões de dólares em posições vendidas a descoberto.

Essa parcela planeja lucrar com a venda de ações alugadas e uma posterior recompra, a um preço mais baixo. No entanto, embora vendedores a descoberto de Tesla tenham sofrido perdas de mais de 11 bilhões de dólares até agora em 2020, eles continuaram firmes, de acordo com a S3 Partners, uma empresa de análise financeira.

Entre os que supostamente detêm ações alugadas da Tesla está a Crispin Odey, de Londres, de acordo com o Financial Times. A Odey não estava disponível imediatamente para comentar.

O Financial Times também informou que a Greenlight Capital, gerida por David Einhorn, havia dito aos investidores no mês passado que mantinha uma opção de venda contra a Tesla, o que seria uma aposta contra as ações. Um porta-voz da Greenlight recusou-se a comentar.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]