Home / Jornalismo Digital /

Como funciona a Internet na Coreia do Norte

coreia do norte

Como funciona a Internet na Coreia do Norte

Share this article

site auditing tools     

A Coreia do Norte é atualmente um dos países mais pobres do mundo e um dos maiores inimigos ideológicos dos Estados Unidos da América. Liderada atutalmente pelo Presidente Kim Jong Un debaixo de um regime totalitário, a nação afirma-se como socialista,  mantém-se isolada internacionalmente e não admite a liberdade de expressão. Nos últimos anos, tem-se servido da Internet como um campo de batalha, baseando-se num exército de hackers profissionais que geram o caos na web.

Em dezembro, assistimos a um desses casos quando a distribuidora cinematográfica Sony sofreu um ataque cibernético, do qual resultou o cancelamento do filme The Interview – uma sátira ao regime norte-coreano. A polémica forçou o mundo a olhar de novo para a Coreia do Norte e a pôr em evidência o que por lá se passa.

Neste post, tentamos perceber como funciona a Internet num país onde não existe liberdade de expressão. Encontre todas as respostas às suas perguntas e deixe-se surpreender por uma realidade cibernética muito diferente daquela a que está habituado.

Como funciona a Internet na Coreia do Norte?

A Coreia do Norte é de tal forma paranóica com a atividade dos seus cidadãos que começa por regular quem tem computador ou não. O que é que isto significa? Para adquirir um computador na Coreia do Norte não basta ir a uma loja e escolher o melhor modelo. O primeiro passo a dar é requerir permissão do Governo para adquirir o computador. Todos os computadores pessoais são mais tarde registados pela polícia.

Ao falarmos de computadores, deixamos claro também que escolha é muito limitada. Os únicos computadores comercializados são os produzidos pela empresa norte-coreana Morning Panda, gerida pelo governo e que fabrica anualmente poucos milhares de computadores.

Ainda assim, nem tudo é mau: há Internet na Coreia do Norte. Esta é uma novidade surpreendente, uma vez que falamos de um país pobre, isolado internacionalmente e que não admite liberdade de expressão. Tendo em conta este pano de fundo, como é que a Internet pode funcionar? Quem é que pode aceder à Internet?

Print

Infelizmente, mesmo que a Internet exista na Coreia do Norte, o seu acesso é negado à maioria dos cidadãos. A maioria dos norte-coreanos – uma população que é maioritariamente rural – não sabe sequer o que é isto. Para aqueles que vivem na capital, Pyongyang, a Internet é facilmente confundida com o sistema de Intranet de que dispõe nos escritórios e locais de trabalho.

Com uma interface equivalente àquela de que dispunhamos em 1994, este sistema de rede fechada cria a falsa ilusão de que existe Internet. É de tal forma rudimentar que permite apenas enviar emails e aceder a sites pré-definidos que são devidamente copiados da Internet e censurados pelo Governo.

50% of your traffic is mobile - is your WordPress website ready?
 

Mas só se pode aceder à Intranet em espaços públicos. Computadores de laboratórios em escritórios governamentais, um pequeno número de cibercafés e algumas universidades são os pontos escolhidos para se aceder à web. E as restrições não ficam por aqui: a Intranet só pode ser acedida nas grandes cidades.

A verdadeira Internet, aquela a que temos acesso, está ao alcance de uma pequena elite de priviligiados. Numa sociedade constituída por cerca de 25 milhões de pessoas, apenas 1,024 endereços IP estão registados.

A elite usufrui de uma série de privilégios. Para acederem à verdade Internet, usam computadores de topo – provavelmente da marca Apple – que são adquiridos para garantir um excelente serviço. Os computadores da Morning Panda são lentos, obsoletos e têm uma banda larga muito reduzida.

Além da elite, existem alguns norte-coreanos a usar a Internet para executarem o seu trabalho: responsáveis pela propaganda política, analistas e, claro, hackers. Para garantir que estes funcionários governamentais não se deixam deslumbrar por aquilo que vêem na Internet, o governo encarrega-se de os compensar com salários bastante elevados.

OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS COM A COREIA DO NORTE: 

Como funciona a Internet na Coreia do Norte

The Interview: o filme que os hackers tiraram do cinema

Quais são os países inimigos da Internet?

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *