Home / Websites /

A natureza dos websites

A natureza dos websites

 

Quando a World Wide Web nasceu recebeu esse nome porque o seu criador, Tim Berners-Lee, a comparou com uma teia, “web” em inglês. Cada nó dessa teia é um local (virtual) onde há hipertextos. Como a palavra inglesa para local é site (também derivada do latim situs – lugar ou local), quando as pessoas queriam referir-se a um local da teia, diziam… web site. Assim surgiu um novo nome para designar o novo conceito de nó onde há um conjunto de hipertextos: website.

Segundo o Wikipédia, um website ou site, ou sítio eletrónico em português, “é um conjunto de páginas web, isto é, de hipertextos acessíveis geralmente pelo protocolo HTTP na Internet. O conjunto de todos os sites públicos existentes forma aquilo a que chamamos World Wide Web. As páginas num site são organizadas a partir de um URL básico, ou sítio, onde fica a página principal, e geralmente residem no mesmo diretório de um servidor. As páginas são organizadas dentro do site numa hierarquia observável no URL, embora as hiperligações entre elas controlem o modo como o leitor se apercebe da estrutura global, modo esse que pode ter pouco que ver com a estrutura hierárquica dos arquivos do site”.

Na verdade, falar em website equivale a mencionar um dos instrumentos de marketing mais poderosos e eficientes criada pelo Homem. Mas, para que seja uma verdadeira plataforma de negócios, é preciso que tenha algumas características essenciais.

Por exemplo, no momento da construção de um website, o código que o sustenta deverá estar otimizado para os motores de pesquisa, de modo a colocar-se nas primeiras posições dos resultados do Google de modo natural (sem investimento em links patrocinados). Esta tática gera muito tráfego espontâneo e, assim, a estrutura do website e as suas funcionalidades podem ser rentabilizadas face aos conteúdos que a empresa deseja comunicar. Mas existem muitos outros factores a ter em conta.

É por isso importante perceber que os sites devem estar referenciados em motores de busca globais para que obtenham as visitas desejadas; devem ter uma certa quantidade de acessórios, quer em termos de elementos de mensuração para o Google, quer para aumentar o tempo de navegação e interação do consumidor.

É igualmente importante que os websites possuam instrumentos de captação de e-mails dos visitantes, funcionando, no fundo, como um vendedor que trabalha 365 dias por ano. Ou ainda associar o website com um dos milhares de serviços online que providenciam a baixo custo o já famoso serviço de e-mail marketing.

 

De realçar também que para relacionar um determinado website num motor de busca, ele deverá ter vários outros sites a apontar para ele: a quantidade de ligações, ou links, que apontam para um site e a importância dos sites que apontam para ele definem em que posição este ficará no motor de busca. Por fim, é importantíssimo medir os resultados obtidos com a comunicação realizada através do website, utilizando ferramentas online como o Google Analytics por exemplo.

Para fazer as vendas aumentarem e, sobretudo, rentabilizar a Estratégia Digital adoptada é preciso mensurar todos os resultados. Hoje em dia, existem inúmeras ferramentas de mensuração, algumas pagas e outras gratuitas. No E-Book Ferramentas Websites indicamos algumas das ferramentas mais importantes para websites.

Desde serviços de mensuração com todo o tipo de relatórios para os gestores e análises com recurso a tecnologia heat map até mensurações de testes multivariáveis, todas servem para aumentar a Taxa de Conversão na Missão Crítica do seu website – duas informações primordiais para o sucesso do seu negócio.

LEIA AGORA OUTROS ARTIGOS INTERESSANTES SOBRE CURSOS DO CONRADO ADOLPHO:

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS

     
Mídia Kit Blog Estratégia Digital

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

[instagram-feed]