Home / Tecnologia /

Como os Games podem ajudar as pessoas depressivas e ansiosas

Como os Games podem ajudar as pessoas depressivas e ansiosas

Share this article

 

Os impactos negativos causados pela crise sanitária são inúmeros, mas pouco se fala sobre as consequências psicológicas que o isolamento social tem causado, principalmente em pessoas mais vulneráveis.

Segundo um estudo realizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e recentemente publicado na revista médica Lancet, a quantidade de casos de stress e ansiedade mais que dobraram durante o período de crise sanitária, sendo que os diagnósticos ou agravantes de casos de depressão aumentaram em 90%.

Psicólogos discutem principais factores 

Muitos são os fatores que contribuíram para esse aumento assustador, podendo-se isolar o estresse, o aumento nas obrigações diárias por conta do isolamento, o trabalho fora de casa em empresas essenciais que não permitem o home office, entre outros.

Para a psicóloga Elisa Faria, do Ama Psicologia Clínica em Natal, Rio Grande do Norte, o isolamento social acrescentou um elemento desconhecido no dia-a-dia dos brasileiros, que atualmente lidam com a incerteza em vários aspectos de sua vida, o que acaba causando um estresse acentuado ao se realizar as tarefas diárias.

A especialista ainda acredita que esse problema não afeta um grupo específico, mas sim toda a sociedade, porém, cada pessoa se comporta de maneira diferente.

“Os quadros clínicos de depressão e ansiedade são fenômenos complexos e qualquer tentativa de simplificação pode ser perigosa, especialmente no contexto de pandemia e distanciamento social. O que posso sinalizar é que todos seremos afetados por esse novo contexto de pandemia e isolamento social, porém de formas singulares e dependendo de uma multiplicidade de fatores”, disse Elisa Faria.

Outra psicóloga que tem um ponto de vista semelhante é Beatriz Mendes, que também atua em Natal. Para ela, cada fase da vida do ser humano traz novas necessidades e cada um de nós temos um papel a cumprir, sendo que todos nós fomos prejudicados de alguma maneira com o isolamento social.

Seja isso, a saudade do colégio e uma certa dificuldade em se adaptar às aulas a distância, a impossibilidade de encontrar os familiares e amigos ou a insegurança financeira, por conta da redução salarial e até mesmo a perda do emprego.

competitive research tools  

Com tudo isso, é difícil de determinar exatamente o que tem causado o aumento nos casos de ansiedade e depressão, mas todos esses fatores citados precisam  e devem ser considerados.

Papel dos videogames 

Com esse quadro inédito na vida das pessoas, uma alternativa para socializar e se distrair em um período tão difícil têm sido os jogos eletrónicos. De acordo com Elisa, como os jogos online são cada vez mais comuns, qualquer um pode passar certo tempo se divertindo com amigos e familiares, aproveitando para manter o contato durante o distanciamento social.

Isso acaba suprindo aquela necessidade de encontrar os conhecidos em shoppings, bares ou até em uma confraternização em casa. Sendo que no ambiente virtual conseguimos até fazer novas amizades.

Dessa forma, os jogos, que por muito tempo foram vistos somente como um entretenimento de crianças e adolescentes, ganharam uma popularidade enorme nos últimos meses e que não para de crescer. E games como Among Us, Fortnite, Free Fire, e as plataformas de jogatina online, a exemplo da vbet cassino Brasil, se tornaram uma das principais alternativas de entretenimento de uma importante parcela da população.

Ainda assim, Elisa Faria aponta que não devemos olhar os videogames como uma solução definitiva para o problema, mas que eles são uma ferramenta importante para o enfrentamento do isolamento social, já que ajudam a mitigar a ausência de contato ao promover uma conexão com outras pessoas.

Beatriz aprova essa recomendação e também reitera que é importante estarmos perto de quem nós amamos, mesmo que seja em um ambiente virtual, e que devemos fazer uso de todos os recursos tecnológicos necessários para tal.

Ela também encoraja as pessoas a buscarem ajuda profissional sempre que julgarem necessário, “existem vários serviços de acolhimento como o CVV (Centro de Valorização da Vida), Plantões Psicológicos gratuitos e também diversos profissionais da Psicologia realizando atendimentos na modalidade online. O importante é não hesitar em pedir ajuda”, afirmou a psicóloga.

POSTS RELACIONADOS

 

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *